sábado, 4 de julho de 2015

(Resenha) Incendeia-me - Tahereh Mafi


Título: Incendeia-me
Autora: Tahereh Mafi
Páginas: 384
Editora: Novo Conceito

Sinopse: O destino do Ponto Ômega é desconhecido. Todas as pessoas com quem Juliette se importa podem estar mortas. Talvez a guerra tenha chegado ao fim antes mesmo de ter começado.
Juliette foi a única que restou no caminho d O Restabelecimento. E sabe que, se ela sobreviver, O Restabelecimento não sobreviverá.

Entretanto, para destruir O Restabelecimento e o homem que quase a matou, Juliette vai precisar da ajuda de alguém em quem nunca pensou que pudesse confiar: Warner. Enquanto eles lutam juntos para combater o inimigo, Juliette descobre que tudo que ela pensava saber sobre seu poder, sobre Warner e até mesmo Adam era uma mentira.

Resenha: 

Ultimamente adquiri o gosto por distopias e há alguns dias terminei de ler Incendeia-me, último livro da trilogia Estilhaça-me. 

Estilhaça-me é uma das minhas distopias favoritas, mas apesar de gostar muito da trilogia há um detalhe na trama que é difícil de engolir: Juliette (A protagonista). Por causa desse personagem quase abandonei a trilogia duas vezes. Minha paciência foi posta a prova enquanto lia o segundo livro Liberta-me. Só continuei por causa do Warner e Kenji, que são os únicos personagens com personalidade. 

Incendeia-me começa mostrando a recuperação de Juliette após ser baleada pelo chefe supremo do Restabelecimento e com a terrível notícia de que os rebeldes foram aniquilados. Sem acreditar nos fatos, Juliette decide investigar se as informações são verdadeiras. E é claro que a moça recebe a ajuda de Warner, que decidiu se voltar contra seu pai e o governo. 

Juliette finalmente parou de chorar e decidiu que é hora de pegar o touro a unha. Acredite, esse detalhe deveria te animar, já que a moça deixou de ser besta, mas mesmo quando ela decide lutar, você fica com raiva. Juliette é tão insuportável, que nem lutando agrada. 
Enfim, após uma pequena "investigação" Juliette e Warner encontram sobreviventes. Não vou dizer quem são todos, mas posso dizer que Adam (o namorado insuportável) está entre eles. 

Após uma conversa Juliette tenta convencer os sobreviventes a derrubar O Restabelecimento, mais precisamente o pai do Warner. O problema é que o Adam não gosta muito da ideia e dá um verdadeiro chilique. 
Esse é um dos detalhes que me irritaram nos livros. O mundo está em guerra, pessoas estão morrendo, praticamente todos os rebeldes do Ponto Ômega foram mortos, há fome por toda a parte, e Adam e Warner ficam brigando entre si pra ver quem come a Juliette, ou melhor, o Adam briga, porque tem um momento que o Warner meio que desiste dessa rivalidade. Warner tem coisas mais importantes para fazer. É por isso que eu gosto do cara. Ah! E é claro, Juliette fica o tempo todo na dúvida com quem ficar, já que ambos são os únicos que podem tocá-la. 

Porém, apesar do drama: Quem vai comer quem? Incendeia-me traz surpresas e mostra um pouco mais sobre o passado do Warner e suas reais intenções. Também há muita ação e o final ficou perfeito. Ficou uma coisa meio "Continua...". Ou não. 

Leia e descubra.