domingo, 27 de dezembro de 2015

Os Melhores do Ano #2015




Mais um ano acabando e para encerrar as atividades do blog, nada melhor do que postar a lista dos melhores do ano. Apesar de ter lido 41 livros este ano, vou apenas escolher dez, divididos em dois grupos: Nacionais e Estrangeiros.


Top 5  - Nacionais

5 - Cabra Cega - Sheila Ribeiro Mendonça: Um livro que retrata a.verdade nua e crua da violência doméstica.

4 - Antologia - Todas as Cores: A literatura LGBT é incrível e merece mais espaço. E a antologia soube mostrar através de seus contos que homossexualismo não é sinônimo de promiscuidade.

3 - Lenda Urbana - Gláucia Santos: Um suspense com um fantasma nada camarada.

2 - O Pássaro - Samanta Holtz: Comecei a ler esse livro com diversas pulgas atrás da orelha, mas no final se revelou uma das minhas leituras favoritas do ano.

1 - Ocultos - Eclipse Sagrado - Vanessa Araújo: Já li outros trabalhos da autora, mas nada se compara a seus guerreiros malucos.


Top 5 - Estrangeiros

5 - Métrica - Colleen Hoover: Não dava nada por esse livro. Achei que seria uma leitura chata e cansativa, mas no final fui surpreendia. Um ótimo romance.

4 - Criança 44 - Tom Rob Smith: Ambientado na União Soviética nos anos 50. O livro mostra o que o ser humano é capaz de fazer em situações extremas.

3 - O Feitiço Azul - Richelle Mead: A cada livro essa mulher se supera. Bloodlines consegue ser melhor do que Academia de Vampiros.

2 - Um Caso Perdido - Colleen Hoover: Um romance que parece apenas "Garota encontra garoto e se apaixonam", mas ao decorrer da trama descobrimos coisas assustadoras.

1 - Reiniciados - Teri Terry: Quando li " Jogos Vorazes" nunca imaginei que um dia ficaria viciada em distopias. Reiniciados tem mistério, surpresas e ação. Tudo que os fanaticos por distopias amam.
Estes foram os melhores do ano. Espero que tenham gostado. Um ótimo 2016 e até mais.

O Que Rolou Em 2015






Olá! Continuando com a maratona de postagens. Já tivemos 3 resenhas e em breve mais um post com Os Melhores do Ano, mas antes, que tal conferir o que rolou neste ano, que já está quase no fim.

Neste ano sofri com duas perdas. Duas das minhas cachorrinhas morreram - Pitty e Amy - houve um surto de cinomoses no meu bairro. Diversos cachorros morreram e no meio minhas duas fofuras.

Mas nem tudo foi tristeza. Meu trabalho como escritora cresceu neste ano. Minhas fanpages Lua Escarlate, A Chave Mestra e Almas triplicaram o número de curtidas. Recebo recados toda a semana, e no início deste mês re-lancei o primeiro livro da série Lua Escarlate na Amazon. Também fiz uma promoção de livro gratuito com todad as minhas obras e elas dominaram as seis primeiras posições na categoria Ação/Aventura. Enfim... tô mais feliz do que pinto no lixo.

E o que vai rolar em 2016? Espero ter mais leitores e que uma amiga do meio literário me perdoe. Sabe, tem uma autora que eu gosto muito e que infelizmente ficou chateada comigo. Entendo o lado dela. Ela provavelmente contava com minha participação num projeto, mas infelizmente tive que recusar. Não gosto de envolver amizade com negócios. Não quero que por causa de um erro tudo seja jogado fora.

Espero que essa empreitada da autora dê certo, e pelo que vejo, parece que está indo tudo bem. E espero que continue assim.

E com relação a livros novos? Em Março os dois últimos livros de Lua Escarlate serão lançados e em Abril o livro extra Anjo da Guarda.

No segundo semestre pretendo lançar Aura, terceiro livro de A Chave Mestra e também o último livro da Trilogia Almas.

Viu só! 2016 vai estar cheio de novidades.

(Resenha) Instituição Para Jovens Prodígios - A Seleção - L. L. Alves




Sinopse: Do suburbio carioca para uma Instituição de jovens superdotados na Inglaterra, Lara Müller, uma adolescente com todas as frustrações e inseguranças típicas da idade aprenderá que para realizar seu sonho é preciso fazer sacrifícios. Deixando tudo de mais precioso para trás, nossa protagonista precisa encarar uma nova realidade muitas vezes assustadora.

Quando Lara se deixa levar pela curiosidade e é atraída pelos novos ares de Sheffield coisas começam a acontecer.
Por que ela sente como se alguns alunos a conhessem? Por que parece que já fizera inimigos em tão pouco tempo? E principalmente quais os reais interesses dos mantedores dessa poderosa instituição? Com uma nova melhor amiga ao seu lado, Lara começa a acreditar que está ficando maluca... É normal um pombo se comunicar com uma garota?

Resenha:

Sempre tinha ouvido falar desse livro e o quanto incrível ele era. Então, um dia o adquiri na amazon. Demorei um pouco para lê-lo, mas infelizmente o livro não conseguiu me agradar.

Não estou dizendo que a autora é péssima e que deveria parar de escrever. De jeito nenhum. Jamais diria uma coisa dessas. Até por que ninguém nasce sabendo. Instituição Para Jovens Prodigios tem todo o jeito de ser o primeiro trabalho.

Existe um certo receio da autora em se aprofundar nos sentimentos dos personagens. As amizades começam de forma rápida e várias questões ficaram sem respostas. Tá eu sei que é uma série, mas mesmo assim o enredo do primeiro livro parece incompleto.

E apesar de não tem curtido vou recomendá-lo é claro. Afinal, não é porque não gostei que vou fazer campanha contra.

(Resenha) O Feitiço Azul - Richelle Mead - #Bloodlines 3








Sinopse: Depois de um evento que mudou a vida de Syndey e Adrian para sempre, Sydney luta para traçar a linha entre os ensinamentos Alquimistas e os desejos de seu coração. Então ela conhece o sedutor Marcus Finch, um ex-Alquimista que a empurra para se rebelar contra o povo que a criou. E quando Sydney fica cara a cara com um usuário de magia negra, ela finalmente começa a abraçar a misteriosa magia que tem dentro de si…

Resenha:

Olá! Depois de dois meses com o blog parado, finalmente encontrei tempo para postar as últimas postagens do ano. Hoje farei uma maratona de postagens: três resenhas, o que rolou no ano de 2015 e os melhores do ano.

Para começar vamos a resenha de “O Feitiço Azul” terceiro livro da séria Bloodlines. Esta resenha já estava pronta há semanas, mas apenas hoje tive tempo.

Após a descoberta de um grupo de caçadores de vampiros e da declaração de amor de Adrian, o mundo de Sydney começa a desmoronar. Tudo no que acreditava parece ser mentira e impulsionada por um ex-alquimista chamado Marcus, ela começa a investigar a fundo os alquimistas. Chegando até a mentir e invadir instalações.

E além de tudo isso, Sydney ainda deve se proteger contra uma poderosa bruxa, que está próximo a Palm Springs atacando moças para roubar sua juventude. E tudo isso é claro, ao lado de Adrian, que a cada dia está mais envolvido por ela.

Os dois primeiro livros da série Bloodlines são incríveis, mas “O Feitiço Azul” é o melhor. A cada livro Sydney vai amadurecendo e criando coragem para questionar e se aventurar por novos caminhos. Os mistérios estão mais difíceis de descobrir. E os Strigoi parecem não ser a única ameaça aos Moroi.

O romance entre Adrian e Sydney está mais intenso e confuso também. E pelo que tudo indica, mais obstáculos estão à caminho.