domingo, 25 de agosto de 2013

Book Tour - A Chave Mestra (e-book)


Olá! Desde que terminei o primeiro livro da série, fiquei com o desejo de realizar um book tour.
O problema é que existem blogueiros mal intencionados e como não dá pra saber quem é honesto ou não só de visitar o blog. Então, decidi criar um book tour "virtual" vamos dizer assim.

Não passarei aos blogs inscritos a versão impressa do livro e sim, a versão em PDF.
Creio que assim será melhor. Não ficarei na minha casa pensando "Será que o blogueiro já leu o livro? Será que ele lerá no prazo estipulado? Será que ele não vai dar um perdido e ficar com a minha cópia?"

E também será bom para o blogueiro, que não precisará gastar com o envio do livro. 

Vou abrir sete vagas e elas serão preenchidas por ordem de chegada.

E no dia 09 de Setembro vou enviar por e-mail o arquivo a todos os inscritos.

Os blogueiros terão que ler e resenhar o livro até o dia 31 de Dezembro de 2013.
Viu só! Tem até o final do ano para ler.

Os interessados terão que comentar na postagem com as seguintes informações:

Nome:
E-mail:
Nome do blog:
Endereço do blog:

As inscrições irão até o dia 08 de Setembro. Ou até acabar as vagas.

Sinopse do livro: Hayley sempre se considerou a encrenqueira da escola, a garota sem memória, adotada pelo casal Kilvert e que vive em pé de guerra com a irmã por causa de seu péssimo gosto pelo sexo oposto.
Seu mundo começa a mudar após um incidente macabro em sua escola. A partir daquele dia sua vida jamais seria a mesma.
Ela é apresentada a um mundo desconhecido, cheio de magia, mistério e seres mágicos. Um mundo do qual um dia fez parte, e que está prestes a ser destruído por um "objeto" mágico conhecido como A Chave Mestra.

sábado, 24 de agosto de 2013

(Resenha) O Clube de Leitura de Jane Austen


Ano: 2007
Elenco: Kathy Baker, Maria Bello, Marc Blucas, Emily Blunt, Amy Brennemann, Hugh Dancy, Maggie Grace


Mais uma resenha de filme!!

O escolhido da vez é o Clube de Leitura de Jane Austen. Não escolhi o filme por ser louca pela autora. Afinal, até hoje só li Razão e Sensibilidade.
Ele foi o escolhido por causa do quanto me identifico com um personagem ... Grigg Harris.

O cara é convidado por uma mulher chamada Jocelyn. Ela e suas três amigas, mais uma mulher amargurada com o casamento criaram um clube de leitura só com os livros de Jane Austen: Razão e Sensibilidade, Orgulho e Preconceito, Mansfield Park, A Abadia de Northanger, Emma e Persuasão.

O detalhe é que Grigg ama leitura, mas nunca leu Austen. Sua praia é ficção cientifica, mas para agradar Jocelyn, por quem ele tem uma quedinha, aceita participar do clube.

Por que me identifico com ele? Simples. Ele é igualzinho a mim. Eu sou atrapalhada e quase sempre me sinto um peixe fora d'água no meio de outras pessoas.

Enquanto as mulheres falam coisas filosóficas. Grigg compara a trama de um dos livros com Star Wars – O Império Contra-Ataca. Elas sempre se vestem com roupas chiques e ele aparece com roupas esportivas. Elas discutem com fervor os livros e ele fica mudo só observando.

Mas no final, ele acaba curtindo e até para de pensar que Austen é só livro de meninas.
Por outro lado vemos Jocelyn, que fica relutante em ler livros que ele indica. Alegando que ficção cientifica não tem pessoas reais. Já que esse tipo de literatura só tem alienígenas e naves espaciais.

É claro que escolhi apenas esse dois personagens, mas há outros bem interessantes e com seus dilemas pessoais.

É isso! Um filme sobre pessoas que amam livros e da importância deles em suas vidas.



Link do filme (Youtube – Dublado): http://www.youtube.com/watch?v=yBMhfcA0aok

(Resenha) Filme - Killing Bono




Ano: 2011
Elenco: Ben Barnes, Robert Sheehan, Pete Postlethwaite, Krysten Ritter, Martin McCann,

Demorou, mas finalmente vou postar essa resenha.
Um dia eu estava à toa, vendo umas entrevista, quando acabo vendo um link com o filme. Como eu andava atrás dele desde que vi o trailer, isso há dois anos. Decidi assistir.

O filme conta a história de Neil McCormick , pra quem não sabe, ele é um critico musical muito admirado lá no Reino Unido. E mais um detalhe... Neil estudou com os integrantes do U2. Assim como seus colegas, ele também tinha uma banda, junto com seu irmão Ivan . A diferença entre ele e o U2, é que o segundo conseguiu a fama quanto o outro...

Não pensem que o filme focará o U2, pelo contrário, o que ele mostrará é o fracasso de um cara louco pela fama.

Uma das sacadas do filme é mostrar o fracasso dos irmãos McCormick  e ao mesmo tempo mostrar, numa Tv ou outdoor o sucesso do U2. Como por exemplo a participação da banda no Live Aid.

O legal do filme é a parte cômica, que chega a ser até triste em alguns momentos. Tudo porque Neil é um egocêntrico, sem noção que só lasca o irmão caçula. E acreditem... Adorei o personagem. Ele é a prova de que tem gente idiota no mundo.

Talvez a moral do filme seja que alguns nasceram com sorte e noção e outros nem tanto. Neil tem várias oportunidades de se sair bem, mas o que o cara quer são os holofotes. Shows em estádios lotados, milhares de fãs e milhões e milhões de álbuns vendidos. E ninguém no mundo começa no topo da cadeia alimentar. Primeiro precisa comer o pão que o diabo amassou e sentou, para depois ser bem sucedido.

Vale destacar que o filme tem aquele lado anos 80. Com as roupas, cabelos e acessórios. Em alguns momentos lembrei dos meus irmãos.

Um filme sobre fracasso e com um pouco de comédia. Mas se você pegar raiva do Neil, como eu, vai querer entrar na tela do PC e matá-lo.
Infelizmente o filme apenas se encontra online e em inglês. No final da resenha você encontrará o link do filme.



Link do filme (Youtube – Com legendas em inglês): http://www.youtube.com/watch?v=baEBv6x5o4M 

(Resenha) Laços de Sangue - Richelle Mead



Sinopse: Sem sinopse. Motivo... Era um verdadeiro spoiler para quem ainda não terminou de ler Vampire Academy.

Último post do especial Vampire Academy. Agora é a vez de falar do livro “Laços de Sangue” Spin Off da série.

Este livro pode ser considerado como... A volta dos que não foram.
Afinal, quando lemos o último livro de Vampire Academy, sentimos a falta de conclusão de alguns personagens. É claro que se analisarmos friamente, não tem como sabermos tudo o que aconteceu com cada personagem. Às vezes o autor precisa ser frio e dar um fim, antes que a trama fique uma enrolação pura. É aí que entra minha mente para conspirações literárias.

Talvez a autora não tenha dado um final adequado para alguns personagens, porque já pensava em fazer um spin off da série. Ou então, os leitores cobraram tanto dela, que sem outra alternativa teve que ceder aos pedidos e continuar no mundo dos Moroi, Strigoi e Dampiros. Seja como for, comecei a ler este livro com o coração na mão (Pra não dizer outra coisa).

Fiquei com medo que a autora fizesse caca, assim como L. J. Smith quando decidiu escrever “Reunião Sombria”.
Não vou negar que os primeiros 4 capítulos são meio cansativos, mas depois nos deparamos com a característica de Richelle Mead: Mistério, investigação, conspirações e uma boa pancadaria lá para o final.

Como disse este é... A volta dos que não foram.

Na trama vemos Sidney Sage, uma alquimista, que depois de cometer alguns deslizes é obrigada a ajudar a esconder a Princesa Moroi Jill, para que sua irmã, a rainha não perca o direito ao trono. Já que pela lei Moroi, a rainha só pode exercer o cargo tendo parentes vivos.

Os alquimistas, que não são simpatizantes dos Moroi, decidem ajudá-los por medo de que ocorra uma guerra civil entre os vampiros e como consequência, os humanos acabem descobrindo da existência destes seres.

E assim, Sidney é mandada para uma escola interna em Palm Springs. Onde ela deve frequentar as aulas e fingir ser a irmã mais velha de Jill.
Não é só isso que Sidney deve enfrentar, mas também deve descobrir como os alunos da escola conseguiram tatuagens mágicas, que apenas os alquimistas possuem. Fora ataques bizarros de Strigoi que estão ocorrendo em Los Angeles e que fogem do padrão.

Além de Sidney, vemos outros personagens que fizeram parte da série Vampire Academy, como Adrian, Eddie e Abe Mazur.

Dos três vou destacar Adrian, cujo o final na série original foi bem triste. O cara acabou ficando com uma dor de cotovelo lascada. Apesar do coração partido, Adrian nos brinda com seu sarcasmo e piadinhas, marca registrada do personagem.

Mas atenção... Só leia o livro se já leu a Série Vampire Academy completa.


PS: Estou ansiosa pela continuação... The Golden Lily. Tenho a leve impressão que Adrian vai surtar. Já que ele tem um parceiro de estudo do espirito... Complicado.

domingo, 18 de agosto de 2013

Uma Confissão da Autora

Vou fazer uma quebra do esquema Especial Vampire Academy e falar de algo que aconteceu nesta semana.

Pra quem não sabe lancei uma série nova chamada A Chave Mestra. O primeiro livro (Entorpecida) se encontra para leitura online no site Bookess e a venda no site Clube de Autores (Versão Impressa e e-book).

O mais engraçado é que nesta semana recebi vários e-mails e vendi duas cópias do livro lá no Clube de autores. (Fora as outras três da semana passada). Vocês devem estar pensando... “Só cinco cópias, que miséria!”. Mas pra mim, que sou autora independente é igual a vender mil cópias. Ainda mais o valor que o clube cobra, que é salgadinho.

Esse não é o detalhe mais curioso, e sim, o fato de a maioria dos leitores que já entraram em contato comigo gostarem de um personagem, que nem entraria na série.

Acreditem ou não, Ryan não entraria na série.
Nada contra o personagem, até porque logo que criei os personagens na minha cabeça, ele estava lá, mas por causa de algumas escolhas e gostos do personagem, ele acabou sendo cortado. (O Ryan não é gay... Até porque não consigo escrever livros com essa temática. Mas um dia, quando tiver mais experiência, quem sabe)

Por medo da reação de alguns leitores achei melhor jogá-lo na lixeira das ideias. O problema é que ele virou um fantasma, que sempre aparecia. Acho que ele queria dizer... “Estou aqui, olhe pra mim. Escreva sobre mim!”

Não liguei muito para a insistência e decidi começar a escrever o livro sem ele mesmo. Daí aconteceu uma coisa... Tudo que eu escrevia ficava uma titica. Era um festival de rasgar páginas e riscar frases com a caneta. Até que um belo dia, engoli meu medo e disse a mim mesma “Que se dane! Vou colocar o Ryan no livro”.


E agora estou vivendo um desses momentos curiosos, onde meus leitores se apegaram a um personagem que quase não existiu.


Se o Ryan fosse de carne e osso, seria mais ou menos assim. 

E mais uma vez... Muito obrigada pelos recados. =)

Uma Analise Geral da Série Vampire Academy


ATENCÃO CONTÉM SPOILERS

Antes de começar a descer a lenha, quero deixar uma coisa bem clara... Eu amo a série. Mas como resenhista e dona de blog literário, embora o blog fale do meu trabalho como escritora também. Não posso deixar meu amor pela série me cegar e não dar minha mais humildade opinião.

A série em geral vai receber um... Muito bom. É. Gostaria de dar um ótimo, mas não vai dar. Tudo por causa de alguns escorregões que a autora deu ao decorrer da série.

Vou dividir a série em... Antes de Promessa de Sangue e depois.

Antes: Os três primeiros livros da série (O Beijo das Sombras, Aura Negra e Tocada Pelas Sombras) são magníficos. Cheios de surpresas, investigações, romance, lutas, mortes. O problema é que após o terceiro livro, a autora deu uma escorregada na jaca.

Vou explicar... No final do terceiro livro acontece um ataque ao colégio São Vladimir e alguns alunos são levados por Strigoi e então, um grupo de Guardiões decidi invadir o covil do inimigo para resgatar esses estudantes. Vemos muita luta, sangue, mortes e então, acontece a reviravolta. Todos os alunos estão em segurança, quando Dimitri é atacado por um Strigoi e é levado para dentro de uma caverna. Ficamos com o coração na boca, já que ele e Rose finalmente encontraram uma maneira de viver seu romance. Ficamos na expectativa, está na cara que ele foi morto, mas queremos saber se Lissa, que pode trazer os mortos de volta a vida irá ajudá-lo ou não. Daí vem à revelação... Dimitri não morreu, mas foi transformado em Strigoi. Rose, que sabe que ele não queria viver como um Strigoi abandona a escola e decide caçá-lo.

Terminamos o terceiro livro na expectativa de como será o encontro de Rose com Dimitri. Ela vai conseguir matá-lo, ou não?

Depois: Promessa de Sangue é um festival de enrolação de linguiça. Mil desculpas aos fãs fanáticos. Mas não dá para tampar o sol com a peneira. A autora enrola durante mais de 200 páginas até o encontro de Rose e Dimitri. E até agora não entendo o porquê Rose ficou tanto tempo na casa dos Belikov.

Não satisfeita com essa enrolação básica, a autora enrola mais um pouco até o confronto entre os dois.
É claro que o livro tem alguns detalhes interessantes, mas a encheção de linguiça é de matar qualquer um.

Na continuação “Laços do Espirito” a autora parece ter voltado a boa forma, não há enrolação. Descobrimos mais revelações sobre o espirito, vemos Dimitri no seu momento “Emo”. Mais ou menos assim: “Eu sou uma criatura desprezível”. E até temos um assassinato contra a maior autoridade do mundo dos Moroi.

Terminamos o quinto livro novamente com o coração na garganta. E aí vem mais uma escorregada básica da autora.

Em “O Último Sacrifício” (Que até agora estou procurando pelo sacrifício) nos deparamos com Rose e Lissa correndo contra o tempo. Lissa tenta encontrar evidências para provar a inocência da amiga, enquanto Rose também está em sua busca para que Lissa tenha direito ao voto no Conselho Moroi.

Não estou dizendo que o último livro da série é ruim, apenas não entendi o título. Até porque imaginava que haveria escolhas difíceis.
O final da Rose foi previsível e ela finalmente teve seu final feliz com o Dimitri. Só fiquei com dó do Adrian.

Tirando esse detalhe teve os momentos surpresa, como: A identidade do assassino da Rainha e Lissa sendo eleita rainha.
Vi muitos reclamando do final de alguns personagens, que ficou inexistente. Mas quando você escreve uma série com diversos personagens, fica difícil dar um final para todos. Afinal, você sabe que fim levou todos os seus colegas do ensino médio. Acho que a resposta será um... Não.

Talvez seja por isso que a autora criou o spin off  Bloodlines. Já estou lendo o livro e pelo pouco que li, ele é a volta dos que não foram.

No geral a série é muito boa. É um bom livro sobre vampiros, já que possuí o elemento investigação/detetive. Talvez os escorregões da autora se devem ao fato dela escrever várias séries ao mesmo tempo, e também, porque após o terceiro livro, ela conseguiu mais leitores e a pressão sobre ela foi maior. E talvez ela quisesse agradar demais os leitores (Até certo ponto entendo), mas não dá para escrever pensando que o seu livro é para os leitores. Desculpa aos meus colegas que pensam assim. Mas se você vai se dedicar a uma série de livros, deve se manter fiel ao que você imaginou desde o início, antes dos fãs ou holofotes. Porque se você vai escrever tentando agradar Deus e o mundo, vai se lascar. 


O especial Vampire Academy não acabou... Ainda falta a resenha de Laços de Sangue.

quarta-feira, 14 de agosto de 2013

Filme - Blood Sisters

Acho que faz mais ou menos dois anos que ouvi falar que a autora Richelle Mead tinha vendido os direitos de seu primeiro livro para o cinema. Entre muitos disse e não disse. Cheguei até a pensar que a série viraria lenda urbana. Já que eles demoraram mais de um ano para anunciar o nome dos atores e diretor.

Enfim... No início deste ano foi divulgado o nome dos três atores que fariam Rose, Lissa e Dimitri.
Confesso que quando vi a cara dos atores fiquei dividida entre... Legal e que bosta!!
Gostei da escolha da Lissa. A atriz Lucy Fry lembra muito a personagem. Já Rose e Dimitri... Vamos dizer que fiquei em cima do muro.

Admito que gostei da escolha do Dimitri, foi bem melhor do que o ator que os fãs tanto queriam. Nada contra os fãs, mas o Ben Barnes, apesar de ter algumas características do Dimitri, não convenceria. Como diz minha sobrinha “Ele tem cara de mamãe cuida de mim até hoje”. Desculpa! =)
Enfim... O ator Danila Kozlovsky foi uma boa escolha, mas o fato dele aparentar muito velho nas fotos que eu vi, me deixaram na dúvida.

A mesma coisa aconteceu com a atriz Zoey Deutch Em algumas fotos ela parecia jovem , em outras, nem tanto. Daí, novamente como diz minha sobrinha “Vamos ver eles caracterizados. Afinal, a maquiagem e as roupas fazem milagres”.

E parece que ela estava certa. Vi algumas stills e os atores ficaram como eu imaginava. Agora basta saber com foi que o filme ficou.

Stills:






Ficha do filme:

Elenco: Lucy Fry, Zoey Deutch, Danila Kozlovsky, Gabriel Byrne, Olga Kurylenko, Sarah Hyland e Joely Richardson.
Diretor: Mark Waters
Data de Lançamento: 14/02/2014

ATENÇÃO: Reza a lenda que o teaser do filme sai hoje à noite. Vamos esperar para ver. Quando sair prometo postar no blog.

(Resenha) O Beijo das Sombras - Vampire Academy Vol I




Vampire Academy é uma série de seis livros escritos pela autora Richelle Mead.
Livros que compõe a série:


O Beijo das Sombras

Aura Negra

Beijada Pelas Sombras

Promessa de Sangue

Laços do Espirito

O Último Sacrifício.



Todos os livros já foram lançados no Brasil.



O primeiro livro da série (Que aqui no Brasil) recebeu o nome de O Beijo das Sombras, conta a história de duas amigas Rose Hathaway (Uma dampira) e Lissa Dragomir (Uma Moroi).

Pra quem não sabe o que é isso vou explicar: A autora pegou a lenda romena Moroi, Dampiro e Strigoi e adaptou-a para sua série. Já vi muitas resenhas dizerem que a autora criou uma nova espécie de vampiros, assim como a Stephenie Meyer, mas é mentira. Ela não criou nada, apenas se apoderou de uma lenda antiga e a abraçou como filho. Pra quem ainda duvidar de mim, é só jogar no Google: lendas romenas sobre vampiros, que você vai encontrar.



Moroi é um tipo de vampiro, mas um vampiro vivo (Mortal), que não mata suas vítimas. Vamos dizer que eles são vampiros sustentáveis. Se preocupando com o bem estar dos humanos, para não ficar sem o sangue de todo o dia.



Strigoi é o vampiro morto-vivo (Imortal), que não liga para sustentabilidade e só quer matar, matar, dominar e ficar por cima da carne seca.



Dampiro é o cruzamento entre humano com Moroi. E eles são responsáveis por proteger a comunidade Moroi dos Strigoi. Essa é uma das alterações da autora para com a lenda original. Pois segundo a lenda, Dampiros não se importam com os Moroi, e sim, com os humanos. É por isso que eles são tratados como guerreiros, por protegerem a humanidade das forças do mal.



Agora que já dei minha aula, vamos a história do livro.



Logo no início do livro vemos Rose e Lissa fugindo da comunidade Moroi. Tudo porque Lissa anda paranoica com tudo e acredita que alguém a está perseguindo. Como boa amiga que é, Rose arquiteta um plano e fogem da escola São Vladimir (Uma escola onde os Moroi estudam junto com os Dampiros, que são treinados como guerreiros) É uma coisa mais ou menos Hogwarts , mas com vampiros.



Após fugirem por dois anos, as duas são localizadas e levadas de volta a São Vladimir. Além de enfrentarem o castigo por terem fugido, Rose deverá treinar exaustivamente para acompanhar o ritmo de seus colegas de classe. Afinal, a moça perdeu dois anos.



E é ai que entre (Meu personagem favorito) Dimitri. Ele é um guardião e terá a difícil tarefa de treinar Rose e colocá-la na linha. Para aqueles que já leram a série, devem estar pensando que só gosto do Dimitri porque ele é descrito como um cara lindo de morrer. (O que até certo ponto é verdade. Afinal, um cara alto, de cabelos escuros e olhos bem negros. É de deixar qualquer uma babando) Mas não é por isso. Na verdade, gosto do cara por causa das broncas que ele dá na protagonista, que chega as vezes a ser chata e besta.



Como disse no começo, Lissa e Rose fugiram porque uma delas estava se sentindo paranoica. Bem, ao voltarem para a escola, Lissa começa a ser perseguida por alguém. Essa pessoa manda bilhetes com ameaças, deixa animais mortos em seu quarto. Com isso Lissa fica mais e mais louca, e chega até a se auto mutilar. E cabe a Rose proteger a amiga e descobrir que é que a está perseguindo. Mas há um problema, Rose sabe de algo, um segredo, mas para ajudar Lissa, ela deve contar a outros. O problema é... Em quem deve confiar?



Vampire Academy não mostra apenas o lado da amizade. Temos romance(Ao meu ver na dose certa) e uma investigação. Você fica o tempo todo pensando quem é que está perseguindo a Lissa. E no final, fica de boca aberta.



Essa é uma das características da autora... Dar esse ar de detetive as suas tramas.



Especial Vampire Academy


Como o prometido vou começar o especial Vampire Academy aqui no blog.

Outro dia estava visitando um fórum que gosto. Na verdade, o povo que comenta lá é doido varrido e dou altas gargalhadas. Só não compartilho nada a respeito, porque a maioria dos usuários são de adolescentes (Não é um fórum do Bieber, One Direction ou The Wanted), é que ficar publicando coisas do fórum é fim de carreira. Já que tenho 33 anos nas costas e já passei da idade de viver e respirar um fandom. Só gosto de visitar quando não tenho nada para fazer e preciso ler algo muito louco e dar boas gargalhadas.

E foi nesse fórum que vi uma das usuárias falando que não conhecia Vampire Academy, e que ela não entendia o por quê seu ídolo era tão requisitado pelos fãs da série.
E é em homenagem a ela que decidi criar um especial sobre a série.

O especial terá os seguintes posts:

1 – Resenha do Primeiro Livro
2 – Informações sobre o filme Blood Sisters – Adaptação do Primeiro livro.
3 – Uma analise geral da série
E para terminar... Resenha do livro Laços de Sangue – Spin Off da série.



segunda-feira, 5 de agosto de 2013

Livros Engana Trouxa

Para dar uma variada no blog, decidi fazer um post engraçado com meus livros engana trouxa.
Outro dia estava na livraria com um amigo e enquanto víamos alguns livros peguei um e disse “Este livro foi o maior engana trouxa”. Daí meu amigo quis saber “Como assim?” daí eu respondi “Engana trouxa é quando você compra um livro pela sinopse, capa ou por uma resenha. E quando vê o resultado foi triste... Revoltante”.

Inspirada nessa conversa vou citar meus livros engana trouxa:

Um – Marcada – P. C. Cast e Kristin Cast

Não comprei o livro por causa da sinopse ou capa, mas sim pelos elogios. Todo mundo tá cansado de saber que eu não gosto de Crepúsculo. Então, um povo me recomendou a Série The House of Night. Dizendo que havia muita ação, lutas, sangue e uma trama bem feita. 
Um belo dia entrei no Submarino e comprei o livro. Fiquei naquela ansiedade, até o livro chegar e eu começar a lê-lo.
Foi um verdadeiro show de horror. Olha, eu gosto de uma coisa bizarra, mas  não sabia se estava lendo um livro de vampiros, bruxos, macumbeiros ou aspirantes a celebridades. Já que eles falam o tempo todo de astros de Hollywood.
Admito, que fiquei curiosa com um detalhe, mas ele não vale o livro todo.

E até agora estou esperando pela ação, sangue, lutas e cabeças rolando.


Dois – Fallen – Lauren Kate



Este livro pode entrar na mesma categoria de Marcada. Comprei por causa dos elogios e porque todo mundo andava falando desse livro no ano de 2010.
Confesso que a sinopse e capa chamaram minha atenção e eu, junto com minha sobrinha ficamos na expectativa para o lançamento do livro, que foi na Bienal do livro daquele ano.

Li a cópia da minha sobrinha e até gostei do livro. Tanto que depois comprei uma cópia pra mim. Ele só entra no “engana trouxa” porque esperava mais do livro. Ele ficou resumido a sua sinopse. A autora não apresentou nenhuma resposta para nossas dúvidas e pelo pouco que já li da continuação, parece que ela esqueceu delas.

Três – Strange Angels – Lili St. Crow.


Este é o “engana trouxa mor” comprei o dito cujo por causa da capa e sinopse.

Sinopse: O Mundo Real é um lugar apavorante. Basta perguntar para Dru Anderson, uma órfã de 16 anos - garota durona que já acabou com sua parcela de bandidos. Ela está armada, é perigosa e está pronta para atirar primeiro e perguntar depois. Então, vai levar um tempo até que ela possa descobrir em quem confiar. Dru Anderson se acha estranha por mais tempo do que é capaz de se lembrar. Ela viaja de cidade em cidade com seu pai, caçando coisas que nos aterrorizam à noite. Era uma vida bem esquisita, mas boa - até que tudo explode em uma cidade gélida e arruinada de Dakota, quando um zumbi faminto arromba a porta da cozinha. Sozinha, aterrorizada e sem saída, Dru vai precisar de cada pedacinho de sua esperteza e treinamento para continuar viva. Seres sobrenaturais decidiram ser os caçadores - e desta vez, Dru é a presa. Chance de sobrevivência? De pouca a nenhuma.

Pelo que vocês viram parece que a protagonista é uma garota durona, forte e decidida. Mas a verdade é outra. Ela é medrosa, atrapalhada e passa quase o livro todo escondida. Hora no shopping da cidade, hora em sua casa.
Ela só começa a se mexer quando um dampiro/caçador vai procurá-la e dizer que ela deve partir com ele para se manter a salvo.
O livro tem várias cenas de ação, mas não vale a pena. Puxa vida, se você diz que a protagonista é durona, pelo menos tem que mostrá-la brigando uma vez e não matando as coisas do nada e de um jeito muito do desorganizado.

Qual foi o seu livro engana trouxa?