domingo, 18 de agosto de 2013

Uma Analise Geral da Série Vampire Academy


ATENCÃO CONTÉM SPOILERS

Antes de começar a descer a lenha, quero deixar uma coisa bem clara... Eu amo a série. Mas como resenhista e dona de blog literário, embora o blog fale do meu trabalho como escritora também. Não posso deixar meu amor pela série me cegar e não dar minha mais humildade opinião.

A série em geral vai receber um... Muito bom. É. Gostaria de dar um ótimo, mas não vai dar. Tudo por causa de alguns escorregões que a autora deu ao decorrer da série.

Vou dividir a série em... Antes de Promessa de Sangue e depois.

Antes: Os três primeiros livros da série (O Beijo das Sombras, Aura Negra e Tocada Pelas Sombras) são magníficos. Cheios de surpresas, investigações, romance, lutas, mortes. O problema é que após o terceiro livro, a autora deu uma escorregada na jaca.

Vou explicar... No final do terceiro livro acontece um ataque ao colégio São Vladimir e alguns alunos são levados por Strigoi e então, um grupo de Guardiões decidi invadir o covil do inimigo para resgatar esses estudantes. Vemos muita luta, sangue, mortes e então, acontece a reviravolta. Todos os alunos estão em segurança, quando Dimitri é atacado por um Strigoi e é levado para dentro de uma caverna. Ficamos com o coração na boca, já que ele e Rose finalmente encontraram uma maneira de viver seu romance. Ficamos na expectativa, está na cara que ele foi morto, mas queremos saber se Lissa, que pode trazer os mortos de volta a vida irá ajudá-lo ou não. Daí vem à revelação... Dimitri não morreu, mas foi transformado em Strigoi. Rose, que sabe que ele não queria viver como um Strigoi abandona a escola e decide caçá-lo.

Terminamos o terceiro livro na expectativa de como será o encontro de Rose com Dimitri. Ela vai conseguir matá-lo, ou não?

Depois: Promessa de Sangue é um festival de enrolação de linguiça. Mil desculpas aos fãs fanáticos. Mas não dá para tampar o sol com a peneira. A autora enrola durante mais de 200 páginas até o encontro de Rose e Dimitri. E até agora não entendo o porquê Rose ficou tanto tempo na casa dos Belikov.

Não satisfeita com essa enrolação básica, a autora enrola mais um pouco até o confronto entre os dois.
É claro que o livro tem alguns detalhes interessantes, mas a encheção de linguiça é de matar qualquer um.

Na continuação “Laços do Espirito” a autora parece ter voltado a boa forma, não há enrolação. Descobrimos mais revelações sobre o espirito, vemos Dimitri no seu momento “Emo”. Mais ou menos assim: “Eu sou uma criatura desprezível”. E até temos um assassinato contra a maior autoridade do mundo dos Moroi.

Terminamos o quinto livro novamente com o coração na garganta. E aí vem mais uma escorregada básica da autora.

Em “O Último Sacrifício” (Que até agora estou procurando pelo sacrifício) nos deparamos com Rose e Lissa correndo contra o tempo. Lissa tenta encontrar evidências para provar a inocência da amiga, enquanto Rose também está em sua busca para que Lissa tenha direito ao voto no Conselho Moroi.

Não estou dizendo que o último livro da série é ruim, apenas não entendi o título. Até porque imaginava que haveria escolhas difíceis.
O final da Rose foi previsível e ela finalmente teve seu final feliz com o Dimitri. Só fiquei com dó do Adrian.

Tirando esse detalhe teve os momentos surpresa, como: A identidade do assassino da Rainha e Lissa sendo eleita rainha.
Vi muitos reclamando do final de alguns personagens, que ficou inexistente. Mas quando você escreve uma série com diversos personagens, fica difícil dar um final para todos. Afinal, você sabe que fim levou todos os seus colegas do ensino médio. Acho que a resposta será um... Não.

Talvez seja por isso que a autora criou o spin off  Bloodlines. Já estou lendo o livro e pelo pouco que li, ele é a volta dos que não foram.

No geral a série é muito boa. É um bom livro sobre vampiros, já que possuí o elemento investigação/detetive. Talvez os escorregões da autora se devem ao fato dela escrever várias séries ao mesmo tempo, e também, porque após o terceiro livro, ela conseguiu mais leitores e a pressão sobre ela foi maior. E talvez ela quisesse agradar demais os leitores (Até certo ponto entendo), mas não dá para escrever pensando que o seu livro é para os leitores. Desculpa aos meus colegas que pensam assim. Mas se você vai se dedicar a uma série de livros, deve se manter fiel ao que você imaginou desde o início, antes dos fãs ou holofotes. Porque se você vai escrever tentando agradar Deus e o mundo, vai se lascar. 


O especial Vampire Academy não acabou... Ainda falta a resenha de Laços de Sangue.

Um comentário:

  1. Não li essa serie ainda, mas como não ligo pra spolier eu li a postagem hehehhehe. Eu não me interesso muito por essa serie, principalmente pelo tamanho dela. Acho que quando a serie é muito grande é bem difícil não dar uma escorregada lá pelo meio. Das serie que eu li a maioria tem um ou dois livros que o autor só encheu linguiça.

    http://blogprefacio.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir