Pular para o conteúdo principal

(Resenha) Contando Estrelas - Luciane Rangel

 


Título: Contando Estrelas.

Autora: Luciane Rangel.

Páginas: 264.

Editora: Qualis.


Sinopse: A ideia de um trabalho voluntário nunca passou pela cabeça de Elisa. Na verdade, era algo que ela jamais faria, não fosse essa uma exigência louca de uma das professoras da escola. O trabalho em dupla poderia ter sido com uma de suas amigas ou com o lindo do Miguel... Mas quis o destino, e o sorteio feito pelas mãos da professora, que o escolhido para ser seu par fosse o aluno novato da turma, um sujeito meio esquisito, calado, e que passava os intervalos das aulas no estranho hobby de dobrar estrelas de papel, como se elas tivessem algum significado.

Mal sabia ela que o trabalho realizado em um hospital infantil, junto à companhia do “esquisitão”, fosse acrescentar muito mais à sua vida do que as aulas do colégio. Ele parecia enxergar nas pessoas muito além do que olhos comuns poderiam ver, e suas estrelas pareciam fazer parte de algo maior do que um simples hobby. Algum tipo de missão, um tanto quanto mágica, que ela não era capaz de imaginar e que poderia tanto lhe trazer redenção quanto um coração partido.

Elisa jamais imaginaria que surgiriam sentimentos com relação àquele garoto que tanto lhe intrigava.


Resenha: No mês passado o Ig literário Atrás das Páginas organizou a Leitura Coletiva do livro Contando Estrelas, e como era o livro de uma das minhas autoras favoritas, decidi participar, porém, aconteceu um probleminha… Não consegui seguir as metas diárias. Não fiquei atrasada na leitura, pelo contrário, acabei passando a meta. Pelo visto não sirvo para participar de LCs. 


Enfim, o livro vai contar a história de Elisa, uma patricinha que é um verdadeiro nojo. Elisa é a personificação de tudo aquilo que odeio num ser humano, julga as pessoas por sua aparência e posses, então quando o novo aluno da escola chega, Elisa já vai julgando o rapaz, sem nem ao menos trocar duas palavras. 


Tudo fica pior, quando a professora de história, decidi propor um trabalho inusitado. Os alunos devem formar duplas para realizar um trabalho voluntário. E é claro que Elisa forma dupla com Fábio, o garoto novo, esquisitão e pobretão, de acordo com ela.


Como disse no início, Elisa é um nojo, apenas continuei a leitura por causa das patatas que a moça leva do Fábio, a cada patata, eu dava um grito de satisfação. É claro que Elisa vai melhorando ao decorrer da trama. Contando Estrelas, poderia ser apenas um livro para adolescentes senão abordasse três temas importantes. Trabalho voluntário, abandono animal e adoção responsável. 

Como boa apaixonada por cães e principalmente por vira latas, a trama é um prato cheio. 

 

O livro tem vários momentos emocionantes, que acabam com o seu psicológico, e momentos felizes, é claro, nem tudo é tragédia. 


Vamos aos Personagens: 


Elisa - Comecei a leitura odiando-a a cada página virada, adorei o fato de ter recebido um spoiler da Vitória. Mas, ao decorrer da história ela vai se redimindo e ganhando alguns pontos.


Fábio - É um daqueles personagens que te conquista logo na primeira página. Não acho que ele seja perfeito, longe disso, mas ele tenta ao máximo em ser uma pessoa melhor e fazer a diferença. 


Vitória - Apesar das peraltices da garota, não tem como se apaixonar por ela. 


Gabi - Um ser cheio de carisma e luz, que faz o possível para trazer alegria e paz. Confesso que torci para que houvesse algum tipo de romance entre ela e o Fábio, mas gostei do final que a autora deu para os dois. 


Amanda - Vi algumas pessoas criticando-a durante os debates da LC, mas a mulher é médica e cuida de crianças doentes todos os dias, além de lidar com a morte. Ela precisa ser um pouco fria e dura as vezes, caso contrário, enlouqueceria e deixaria de ser útil para seus pacientes. Dê um crédito para a moça. 


Miguel - Por onde devo começar a destilar meu ranço? Miguel é o típico gostosão do colégio, todas as meninas babam por ele, mas é um ser vazio e  sem graça. Ainda continuo na dúvida se o moço realmente mudou. 



Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

(Resenha) Filme - As Palavras

Elenco: Bradley Cooper, Jeremy Irons, Dennis Quaid, Olivia Wilde, Zoë Saldana e Ben Barnes. Ano: 2012 Titulo Original: The Words Sinopse: Rory Jansen (Bradley Cooper) é casado com Dora (Zoe Saldana) e trabalha em uma editora de livros. Ele sonha em publicar seu próprio livro, mas a cada nova tentativa se convence mais de que não é capaz de escrever algo realmente bom. Um dia, em uma pequena loja de antiguidades, ele encontra uma pasta com várias folhas amareladas. Rory começa a ler e logo não consegue tirar a história da cabeça. Logo ele resolve transcrevê-la para o computador, palavra por palavra, e a apresenta como se fosse seu livro. O texto é publicado e Rory se torna um sucesso de vendas. Entretanto, tudo muda quando ele conhece um senhor (Jeremy Irons) que lhe conta a verdade por trás do texto encontrado. Resenha: Essa é a primeira resenha de filme que faço, espero que não fique uma titica. Por incrível que pareça, o filme em questão tem tudo a ver com l

(Resenha) O Acordo - Roberta Del Carlo

Título: O Acordo Autora: Roberta Del Carlo Editora: Independente Páginas: 170 Sinopse: Benjamin Fajardo, um astuto jornalista, arquitetou um plano para dar o troco na ex-noiva, mas para isso acontecer precisaria da ajuda de uma certa mulher. Uma mulher fora dos seus padrões. Isabel Galeno é uma mulher simples, filha adotiva de um casal adorável que sempre a apoiaram em tudo. E, agora o seu mundo se resumia a sua ONG e sofrer calada com a punhalada que recebeu do ex-noivo. Até que um dia Benjamin a procura e faz uma proposta… em ser sua namorada e em troca ajuda livrar a ONG Raio de Sol de ser fechada. Ela que no passado o achava um máximo. Ele nunca a enxergou como merecia. Resenha: Tenho duas coisas para confessar… Primeiro, eu amo um clichê, e se é bem escrito, eu me agarro como um carrapato. E segundo, amei os protagonistas. Normalmente, eu pego ranço de um dos protagonistas e acabo torcendo para um deles se dar mal.  Em “O Acordo”, conhecemos Benjamin, um jornalista de renome,

Resenha - Filme: Negação

Título: Negação (Denial)  Elenco: Rachel Weisz, Tom Wilkinson, Timothy Spall e Andrew Scott. Direção: Mick Jackson. Ano: 2016 Sinopse: Deborah Lipstadt é uma conceituada pesquisadora que em seu livro ataca veementemente o historiador David Irving, que prega que o holocausto não existiu e é uma invenção dos judeus para lucrar mais. Julgando-se prejudicado pelo que foi publicado, Irving entra com um processo por difamação contra Deborah. Só que, pelas leis britânicas, em casos do tipo é a ré quem precisa provar a veracidade da acusação. Logo ela se vê em uma disputa judicial que, mais do que envolver dois estudiosos da História, pode colocar em dúvida a morte de milhares de judeus durante a Segunda Guerra Mundial.  Resenha:   Antes de começar a resenha, gostaria de escrever um trecho do filme (Prometo que isso tem um propósito), vamos ao trecho. A Negação do holocausto repousa sobre 4 afirmações básicas. Nº 1 - Que nunca houve qualquer tentativa sistemát