segunda-feira, 20 de agosto de 2012

Editoras: Um caso de... Ódio mesmo!

Minha irmã mais velha sempre diz que eu tenho que parar de dizer que odeio editoras. Especialmente agora porque fechei com uma.
Mas como eu posso elogiar, se vira e mexe aparece uma que, infelizmente tem um dono brucutu.

Na última sexta-feira dia 17/08 a autora Luciane Rangel foi humilhada pelo dono da Editora Baraúna.
Ela estava na Bienal para promover seus livros em dois estandes: Caverna do Dragão e Vermelho Marinho.

Para quem não sabe, nós, autores independentes somos como uma família. Sempre tentando prestigiar o colega ao lado (É claro que de vez em quando aparece um querendo causar, mas é raro).

Então no dia 17 a Luciane foi até o estande da Baraúna prestigiar alguns autores com quem ela tem amizade. Quando eu digo prestigiar, é comprado os livros. Em outras palavras, como cliente. O problema é que o dono da Baraúna viu a credencial da Luciane onde  dizia: Editora Lexia - Escritora. E como ele não olhou direito, pensou que a Luciane estava lá no estande abordando os autores dele.

Quando a Luciane contou o ocorrido no Facebook, eu pensei que o homem deu piti  no estande da Baraúna, mas não, ele a seguiu até o estande onde a Luciane estava expondo seus livros para confrontá-la.
Para entender melhor leiam sobre o ocorrido no link abaixo:

http://www.livro-guardians.blogspot.com.br/2012/08/um-lamentavel-fato-envolvendo-editora.html

Agora minha opinião:

Eu sou um pouco lenta e não tenho formação acadêmica, mas se eu fosse dona de editora e não quisesse perder meus autores, eu faria o possível e impossível para deixá-los satisfeitos. Assim eles não iriam para outra.
E mesmo que aparecesse algum concorrente no estande da minha editora, eu ficaria numa boa, pois sei que faço meu melhor e jamais seguiria o concorrente Bienal a fora.
Se o dono ficou com medo é porque algo ele anda fazendo de errado. Pois como diz minha cunhada "Quem tem c* tem medo".
E tem mais: Se o concorrente quiser roubar os autores da outra, nunca irá com uma credencial pendurada no pescoço, fará de forma discreta. Como enviando um email.

Outra coisa: Ando vendo comentários por aí chamando a Baraúna de: Editorazinha e sem o uso de aspas.
Editorazinha, ela não é. Tem gente que trabalha lá que tem talento. Eu pago o maior pau para as capas.
Comprei na terça-feira um livro da editora e pelo que vi a diagramação é boa e a qualidade do papel também. Só não posso opinar a respeito da revisão, porque ainda não terminei de ler o livro.

A editora também tem autores muito talentosos. tanto que conheci duas outras autoras na Bienal e em breve vou comprar seus livros.
O único zinho nessa história é o dono, que pisou feio na bola

Espero sinceramente que os autores não sejam prejudicados. Eles não tem culpa se o dono é um brucutu.
Eles, assim como eu, estão batalhando pelo seu lugar ao sol, e merecem ser prestigiados. Eles, não o dono.

A respeito do meu ódio por editoras. Um dia talvez eu pare.
Fechei com a Editora APED e sou muito grata. Afinal, ela apareceu num momento em que eu já havia perdido as esperanças. Passei três anos ouvindo recusas ou até aceitações, mas com a condição de que a trama seja alterada.

E Luciane, não ligue para o brucutu. Ele não vale a pena.

3 comentários:

  1. Isso se chama profissionalismo e humanidade. Se a pessoa não saber ser profissional e nem humana ferrou tudo. Tipo em qualquer profissão mesmo que você goste ou não tem que ter profissionalismo saber como chegar na pessoa e criticar bom ou mal para melhorar a pessoa. E humanidade porque sinceramente se você não quer que isso aconteça com você para que fazer com os outros. Sim o carinha ai foi muito infeliz na sua falatório e ele pode ser dono ou até um funcionário, mas convenhamos para que tudo isso? O que causou foi essa cena lamentável com uma pessoa super simpática como a Lucy. E ai? Affe! Se eu tivesse lá ia filmar tudo e colocar no youtube. Esquenta não Lu eles não saber o que dizem.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É falta de profissionalismo e humanidade. Affe!

      Excluir
  2. Tô de boca aberta... que falta de tato e de profissionalismo desse camarada.

    ResponderExcluir