sexta-feira, 10 de agosto de 2012

(Resenha) Para Sempre - Os Imortais - Livro I - Alyson Noël


Sinopse: Ever Bloom tinha uma vida perfeita: era uma garota popular, acabara de se tornar líder de torcida do principal time da escola e morava numa casa maravilhosa, com o pai, a mãe, uma irmãzinha e a cadela Buttercup. Nada no mundo parecia capaz de interferir em sua felicidade, o céu era o limite! Até que um desastre de automóvel transformou tudo em um pesadelo angustiante. Ever perdeu toda a sua família. Mudou de cidade, de escola, de amigos, e agora, além de todas essas transformações em sua vida, ela precisa aprender a conviver com uma realidade insuportável: após o acidente, ela adquiriu dons especiais. Ever enxerga a aura das outras pessoas, pode ouvir seus pensamentos e, com um simples toque, é capaz de conhecer a vida inteira de alguém. É insuportável. Ela foge do contato humano, esconde-se sob um capuz e não tira dos ouvidos os fones do i-pod, cujo som alto encobre o som das mentes a seu redor. Até que surge Damen. Tudo parece cessar quando ele se aproxima. Só ele consegue calar as vozes que a perturbam tão intensamente. Ever não entende o porquê disso, mas é incapaz de resistir à paz que ele lhe proporciona, à sensação de, novamente, ser uma pessoa normal. Ela não faz ideia de quem ou o quê Damen realmente é. Sua única certeza é estar cada vez mais envolvida... e apaixonada.

Resenha: 

Este foi um livro que me surpreendeu e ao mesmo tempo me frustrou. Me surpreendi porque sempre ouvi falar que ele era um livro sobre vampiros. Sério! Ou o povo não sabe a diferença entre imortal e vampiro? Ou não entendem o que leem?

"Para Sempre" não é um livro sobre vampiros. Ele apenas aborda a imortalidade de uma nova perspectiva (E foi uma das partes que mais gostei)
Agora o que me frustrou e por isso só vou dar 3 estrelas lá no Skoob. É que novamente vemos uma adolescente besta que se apaixona pelo cara mais perfeito, lindo, rico e cobiçado da escola. E por um motivo inexplicável é correspondida.

Agora vou fazer um desabafo:

Todas as vezes que leio um livro com essa temática, eu fico me perguntando: Será que nós mulheres somos tão fúteis?
Eu me pergunto isso desde que fui obrigada pelas minhas leitoras a criar o Vincent. Como elas não gostavam do Paul, elas imploraram para que o Ex da Grace fosse um arraso. E para agradá-las obedeci, mas o Vincent é o personagem que criei que menos gosto.

Como mulher eu posso dizer (Se bem que sou uma mulher esquisita). Eu prefiro um cara meia boca com quem eu possa ter objetivos, gostos e papos em comum, do que um cara 100% perfeito e sem nada para conversar.
Vocês devem estar pensando "Então quer dizer que você nunca ficou babando por um homem lindo?" Claro que já, mas nunca me apaixonei ou fiquei tendo fantasias de contos de fadas.

Agora vamos a história:

Ever perdeu a família num acidente de carro e foi a única sobrevivente. Mas após sobreviver milagrosamente, ela desenvolve poderes paranormais. Com isso ela deixa de ser a garota popular e passa a ser a antissocial da escola.

Não sei porque, mas eu senti que a autora forçou a barra. Ela tenta fazer de tudo para que o leitor sinta dó da Ever, mas causa o efeito contrário (Ao menos pra mim), a menina é muito besta.

A vida de Ever só melhora quando Damen, o aluno novo entra na parada. É paixão a primeira vista.
O cara é lindo e misterioso. Faz truques de mágica e nunca come. Só bebe um líquido esquisito que ele carrega numa garrafa.

Apesar dos mistérios que cercam Damen, o romance dele com Ever vei fluindo bem, até a chegada de Drina, uma mulher tão linda quanto Damen. Os dois tiveram um rolo no passado e agora Drina o quer de volta.

O livro é bem adolescente. Tem triangulo amoroso, não há um núcleo adulto e o pano de fundo é uma escola.
"Para Sempre" só não é melhor porque o casalzinho central é sem graça. O que faz a trama fluir são os personagens secundários como: Ava, uma vidente que tenta ajudar Ever, Riley, a irmã caçula de Ever, que sempre faz uma visitinha. (Ela é o gasparzinho da história) e Drina, a vilã que dá um show.

8 comentários:

  1. Ai! Esse eu não leio... Pera! Como alguém confundi imortalidade com vampiros? Ai! O povo as vezes viaja na maionese. kkkkkk. Adorei sua resenha sincera.

    ResponderExcluir
  2. Se eu tivesse lido a sua resenha primeiro nem leria o livro...mas eu li e achei muito lindo...ja to no terceirolivro da saga

    ResponderExcluir
  3. Nada a ver o livro é lindo e a historia fantastica
    ta muito cliche essa historia de vampiro já chega neh!!

    ResponderExcluir
  4. Nada a ver o livro é lindo e a historia fantastica
    ta muito cliche essa historia de vampiro já chega neh!!

    ResponderExcluir
  5. Ja estou no ultimo livro da saga. Simplesmente adorei!!!!!

    ResponderExcluir

  6. Oi adorei.. muito obrigado, amei a maneira que vc usou para descrever essa resenha...me fez se interessar pelo livro....mas vc já leu o livro reverso.. se trata de um livro arrebatador...ele coloca em cheque os maiores dogmas religiosos de todos os tempos.....e ainda inverte de forma brutal as teorias cientificas usando dilemas fantásticos; Além de revelar verdades sobre Jesus jamais mencionados na história.....acesse o link da livraria cultura e digite reverso...a capa do livro é linda ela traz o universo de fundo..
    www.livrariacultura.com.br/scripts/resenha/resenha.asp?

    ResponderExcluir