sábado, 8 de junho de 2013

(Resenha) Toda Sua - Sylvia Day

 Atenção: Post para maiores de 18 anos


Sinopse: Eva Tramell tem 24 anos e acaba de conseguir um emprego em uma das maiores agências de publicidade dos Estados Unidos. Tudo parece correr de acordo com o plano, até que ela conhece o jovem bilionário Gideon Cross, o homem mais sexy que ela - e provavelmente qualquer outra pessoa - já viu. Gideon imediatamente se interessa por Eva, que faz tudo o que pode para resistir à tentação. Mas ele é lindo, forte, rico, bem-sucedido, poderoso e sempre consegue o que quer - Eva acaba se entregando. Uma relação intensa começa. O sexo é considerado por eles como incrível. Capaz de levar os dois a extremos a que jamais tinham chegado. E, então, eles se apaixonam - o que pode ser tanto a chave para um futuro feliz quanto a faísca que trará de volta os traumas do passado.

Resenha:

Nunca fiz uma resenha de um livro que abandonei, mas sempre tem uma primeira vez.

Como todo mundo sabe, a febre de livros eróticos está em alta desde o ano passado. Tudo culpa de 50 Tons de Cinza.


Não sou contra livros eróticos. Tenho alguns livros em casa, sendo que dois deles são: A Canção do Súcubo - Richelle Mead e Amante Sombrio - J. R. Ward. A diferença entre esses dois livros e a onda de eróticos, é que eles possuem trama, quanto aos outros...

Decidi ler "Toda Sua" da autora Sylvia Day, com a promessa de que a trama era melhor escrita do que seu primo bastardo 50 Tons de Cinza e que as cenas de sexo eram mais elaboradas.
Confesso que fiquei curiosa a respeito do "Elaboradas". Pensei "Onde será que eles transam, numa montanha russa? Ou será em cima de um cavalo?

Enfim, li o livro até mais da metade e cheguei a seguinte conclusão: Onde essa porra é melhor escrita do que 50 Tons de Cinza?

O mocinho, que é um escroto e cópia de Christian Grey, a única diferença é que ele não apresenta um contrato para a protagonista.
A maneira como Eva e Gideon se conhecem é igual a  Ana e Grey. Eva cai no chão diante do bonitão.

Com relação as tão "Elaboradas" cenas de sexo, elas são parecidas com 50 Tons. Enfia o dedo aqui, enfia lá. Fora que os dois ficam conversando durante o processo.
Pode ser que para as apreciadoras de livros eróticos, ler uma cena em que o cara fica comendo a mulher e fica dizendo como ele adora a perseguida dela é excitante, mas pra mim é broxante. 
Ás vezes um olhar, um sorriso ou um toque vale mais do que mil palavras sacana ao pé do ouvido.

Agora vou explicar o por quê abandonei o livro:

Estava lendo numa boa até terminar o capítulo nove. Depois eu li mais um pouco e acabei parando no capítulo 17, porque se continuasse minha inteligencia iria para o espaço.

Gideon Cross (O príncipe encantado), que pra mim parece mais um sapo. Tudo bem que ele é descrito como um homem lindo, mas é só o dito cujo abrir a boca, que o encanto acaba.

Eu sei que as admiradoras do livro vão dar as caras aqui no blog e dizer "Você não gosta de um homem bonito e gostoso?"
É claro! Quem não gosta de admirar um homem bonito? Só que pra mim o homem tem que ter mais do que beleza.
Já aconteceu de eu olhar um cara achá-lo lindo, mas foi só ele abrir a boca para o encanto acabar. A capa podia ser perfeita, mas o conteúdo deixava a desejar.

Pra mim o cara tem que ter cérebro, em outras palavras... Um nerd. A aparência pouco importa.

Voltando ao livro: Gideon trata o sexo como algo estritamente físico, sem sentimentos e ele deixa bem claro isso para Eva.
Apesar da moça não gostar muito da ideia, acaba se envolvendo com ele. Então, quando eu li a cena onde Gideon leva a moça até um prédio, onde ele tem um quarto particular. Uma espécie de abatedouro sexual e transa com ela até a exaustão. É difícil entender o por quê Eva fica revoltada em se encontrar no abatedouro. 

A mulher já tinha dado pra ele duas vezes, sabe que o cara é um predador sexual e fica se sentindo usada? Desculpa, mas... Vai tomar naquele lugar! E eu li a parte em que ela conta sobre o trauma que ela sofreu na infância. Então não venham dizer "Se você tivesse lido a parte em que ela fala sobre seu trauma, ia entender?" Acho que é por isso que eu não entendo.

É como disse a dona do blog Prefácio "Se você já leu um livro erótico, já leu todos".

Skoob: http://www.skoob.com.br/livro/254977-toda-sua

Blog Prefácio: Já que eu mencionei na resenha.
http://blogprefacio.blogspot.com.br/ 

2 comentários:

  1. Gostei da sua resenha. Faz um bom tempo que não passo por aqui, mas vamos ser sincera que eu não vou muito com a cara desses livros eróticos como 50 tons de alguma coisa ou aqueles que fazer sucesso e não tem conteúdo. Deixando isso de lado entendo o motivo de você não terminar a leitura e já aconteceu isso comigo e olha que todo mundo leu até o fim . Vixe! Ninguém merece ler até o final o que não agrada. E esta ai um dos livros que eu não leria nem de graça.

    ResponderExcluir
  2. Arrasou na resenha, Cat!!
    O livro me chama atenção... fico assim na dúvida, sabe!? Rsrs
    Não precisamos de duplicatas 50 tons. kkk
    Beijo

    ResponderExcluir