sexta-feira, 3 de janeiro de 2014

Primeiro Post do Ano

Depois de um mês sem postagens, eis uma novinha.

Pra quem me acompanha no facebook, deve ter notado que ando meio sumida. O motivo é que ando extremamente desanimada. Os motivos... Pessoais e trabalho. Como estou apenas operando nos meus 40%, o primeiro livro da Série A Chave Mestra não será mais publicado pela Editora Selo Jovem. E quero deixar claro, não é culpa da editora, é minha. Mas o livro continuará à venda na Amazon, para o desgosto de alguns.
E para aqueles que leram os primeiros capítulos da Trilogia Almas no Bookess, um aviso. Almas será publicado ainda neste mês. A trama sofreu algumas alterações, mas nada drástico. O livro ficará a venda na Amazon, Clube de Autores e no site Bookess para leitura gratuita.

Agora vou citar um dos motivos que andam me deixando pra baixo.

70% das pessoas adicionadas no meu facebook são escritores, outros 20% blogueiros e apenas 10% é minha família e amigos. O problema de ter muitos colegas de profissão no meu facebook é ver que muitos deles não têm a menor noção do que postam.

Postar fotos de gente e animais mutilados, por incrível que pareça não me incomoda. Nem mesmo frases apoiando uma determinada causa. Tipo, você defende o que achar melhor. Só não me convide para fazer parte. Mas quando eu vejo um colega autor postar frases, que de alguma forma tentam ditar regras. Aí, o bicho pega.

Já vi colegas dizendo que quem coloca seus livros numa bienal está se prostituindo. O dia que vi isso, me senti mal. Acho que todo mundo sabe o quanto quero expor numa bienal. Não pelo glamour, até porque isso não faz parte da vida do escritor (Não aqui no Brasil, pelo menos). Quero expor meus livros para que fiquem um pouco mais conhecidos. Mesmo que ninguém compre, mas que pelo menos gastem o seu tempo pegando o livro e dando uma olhada, já é o suficiente. Eu me contento com pouco.

Não faz muitos dias aconteceu outra coisa que me deixou mal. Eu tenho ou tinha (Já que fiz uma limpeza no meu facebook) uma colega adicionada, que adora defender a literatura nacional. Não estou dizendo que a mulher é uma péssima profissional. Não! Já li um livro dela e gostei muito. Apesar de não ser o estilo que mais gosto. Mas a mulher tem um defeito triste... Ela não tem a voz, que a alerta para não postar certas frases. Sei que a mulher é batalhadora e admiro seu empenho a favor da literatura nacional, mas postar no facebook, que se você é brasileiro deve escrever sobre o seu país e não fazer sua história passada em terras estrangeiras, é... Triste.

Quando vi essa frase achei um pouco contraditório vindo dela. Já que a mesma adora um Reality Show, que é uma coisa bem “Brasileira” e para completar seus livros são publicados na categoria Chick Lit, que também é um nome bem “Brasileiro”.

Não consigo entender essa aversão que o brasileiro tem ao que vem de fora. Praticamente tudo que faz parte da nossa cultura veio de fora. Futebol, samba, capoeira, o nosso idioma e até nossa culinária. Quer um exemplo: Feijoada.

Eu sou filha de estrangeiros e tenho orgulho disso. Amo o Brasil, já estive em outros países e posso afirmar. Não tem lugar como aqui. E sim, todos os meus livros são passados em outros países, mas isso não me desqualifica como escritora. E nem meus colegas que também fazem o mesmo.
E por causa de todas essas frescuras vindo dos meus colegas de profissão, ando afastada das minhas redes sociais. E por causa dessa e de outras frescuras, meu blog (Que eu quase joguei no lixo, mas não vou) vai passar por algumas alterações. Vamos a elas:


1 – Estão banidos os comentários anônimos – Se você quer criticar feio, não se esconda atrás da mascara do anônimo. Ponha a cara à tapa e comente. Cansei dos engraçadinhos, que além de criticarem, ainda por cima erram na hora de criticar. Sim, não sou uma expert em Língua Portuguesa, mas pelo menos não me aventuro por aí escrevendo no idioma dos outros e ainda por cima errado. Como por exemplo: “Are” tem apenas um “E” e não dois “Aree”. Quer escrever em inglês, estude um pouco. Pelo menos o básico.

2 – Não haverá mais resenhas para livros nacionais – Esta talvez seja a decisão mais difícil que já tomei. Não sou contra a nova literatura nacional, pelo contrário, a apoio 100%, mas no ano passado algo bizarro aconteceu. Eu me vi numa encruzilhada. Se fazia uma resenha elogiando o trabalho de um colega, apareciam os insatisfeitos do ministério dizendo que sou puxa-saco ou até coisa pior. E se faço o contrário, quem cai matando em cima de mim é o autor que recebeu a resenha negativa. Como já disse várias vezes, não me acho superior. Pelo contrário, ainda tenho muito que aprender. Se aponto os defeitos é porque quero que o autor melhore. Acreditem, as resenhas negativas nos ajudam a crescer. Afinal, se você tem amor, paixão por aquilo que faz, não é uma critica que vai te fazer desistir. Por isso... Estufa o peito como um pombo nervoso e bola pra frente.

3 – Resenhas de livros nacionais, apenas a pedido do próprio autor – Vou continuar lendo livros nacionais e avaliando-os no Skoob, mas sem resenha. Após terminar a leitura, entrarei em contato com o autor e direi o que achei do livro. Mas se ele quiser muito uma resenha terá que pedir.


Sinto muito pelas alterações e pelo meu desabafo, mas estou de saco estourado dos meus colegas. 

3 comentários:

  1. Bom, eu concordo com td que você disse.
    Bem, eu sou da turma que posta animal doente. Sim, mas eu sou protetora, normalmente os posts é pedindo ajuda ou compartilhando um pedido de ajuda. E graças a esses posts, muitos animais foram salvos... então, nem adianta o povo dizer que não quer ver... não querem ver porque não ver é algo que Brasileiro adora... a maioria quer continuar no mundo cor de rosa...

    Tenho 7 livros publicados. A ambientação é
    A Rosa entre espinhos - Inglaterra
    A Insignia de Claymor - França
    Saga Jishu (3 livros) _ Japão
    A senhora das mOntanhas - India
    Traços - Mundo imaginario.

    O próximo livro é passado durante a 2 guerra e tem fundo Alemanha, China e Japão.
    Ora, e tem autor por aí que não gosta? Meu querido, beijo na bunda pq eu nem ligo!



    Agora, tive a mesma decisão, tive que banir comentários anônimos no meu blog por causa do povinho que não aceita critica em cima de livro gospel. Igreja escreveu, como ovelhas (burros na verdade) seguem igual manada sem questionar.



    Cat, to aceitando resenhas suas dos meus livros rsrrsrs

    ResponderExcluir
  2. Sei como é amiga. Eu também estou mudando umas coisas com relação a parceria em blogs porque aprendi uma coisinhas com determinadas pessoas. Entendo você e apoio. Boa sorte e qualquer coisa pode entrar em contato comigo se eu puder ajudar ajudo.

    ResponderExcluir
  3. Amada, entendo o quanto sua decisão é difícil,assim como tb entendo o quanto é complicado nosso meio. Ou seja, te entendo de todos os lados, e Caty, se isso vai te fazer bem. Então, mãos a obra!
    Tb estou mudando muita coisa em 2014!
    Beijokas no seu coração!

    ResponderExcluir