quinta-feira, 15 de dezembro de 2011

(Resenha) Cartas de Siracusa

Sinopse:
Os maiores acontecimentos da humanidade sempre se iniciaram de forma sorrateira e calculada. Não seria diferente para Rachel Atkins desta vez. Quando um misterioso assassino invade toda a rede mundial de computadores divulgando cartas contendo segredos de Estado, Rachel se vê no centro de um macabro círculo de assassinatos e segredos seculares. Tendo como pano de fundo a Agência de Segurança Norte-Americana, paixões e perseguições internacionais, Cartas de Siracusa conta a história de Il Mittente, o homem que desafiou a humanidade e desvendou seu maior segredo: Sua própria história.

Antes de começar a resenha, tenho um pequeno comentário. Até agora dos livros do Circulo que já li, nenhum me decepcionou ou me causou algum incomodo. Pelo contrário, a cada segundo vejo que há ótimos autores no nosso país. Agora vamos a resenha.

Adorei Cartas de Siracusa. O livro tem um toque de Dan Brown ( Só espero que o autor não se ofenda a ser comparado com ele)

Se você gosta de uma boa investigação/ perseguição policial/ sequestros/ assassinatos e ainda um terrorista ligado em tecnologia, o livro é um prato cheio.

Logo no início ocorre um atentado contra o Papa. Com direito a explosão e o anel papal voando pelos ares. Apenas com essa cena o livro já aguçou minha "fome".

O atentado ocorre no mesmo dia em que o novo presidente dos Estados Unidos toma posse e um Cracker invade a rede mundial de computadores com uma carta, a primeira de três, que irão revelar a verdade.
Na primeira carta o terrorista chamado Il Mittente ataca em particular o Cristianismo, a biblia e Deus.

Como eu havia dito antes de começar a resenha, até agora nenhum livro me causou incomodo. Acredito em Deus, Jesus e não me senti ofendida com o que li. Talvez seja porque minha visão de Deus seja diferente. E nem vou explicar, porque ela diz respeito apenas a mim.

Não sou besta e sei que algumas pessoas podem ler o livro e acabar ofendendo o autor. Dizendo que ele é ignorante e que não estudou direito o assunto.
Mas não se esqueçam que é uma obra fictícia e que alguns fatos podem ser verdadeiros e outros não, e apenas foram colocados no livro para dar mais emoção a trama.

Outro fato interessante do livro é a disputa que acontece entre as agências do governo FBI, CIA, NSA, Pentagono. Todos eles querem pegar o terrorista e até estão dispostos a puxar o tapete um do outro para isso.

Cartas de Siracusa causou em mim uma certa frustração, porque eu queria continuar lendo, para descobrir a idêntidade do terrorista e minha miopia ficava no meio. Mas valeu a pena e MUITO!

Gostaria de contar mais detalhes, mas aí seria Spoiler.

OBS: Quando falei que pessoas podem se ofender, não estava falando do Circulo.

Blog do Autor: http://www.douglasautor.wordpress.com/
Skoob: http://www.skoob.com.br/livro/131883

4 comentários:

  1. Bah, fiquei com medo agora. Sou muito boa em teologia - é por isso que detesto dan brown. Ele se trata como um arauto da verdade, mas seus livros tem erros grotestos.

    Espero que eu consiga ler tranquila..kkk

    ResponderExcluir
  2. Gosto muito de histórias que abordam visões diferentes de Deus. Não entendi bem se o livro tem esse elemento na trama, mas agora fiquei ainda mais curioso para ler.

    ResponderExcluir
  3. Você disse tudo, trata-se de uma ficção!
    Quero muito ler e saber o que o essas páginas me reservam! \o/
    Beijos
    Gisele Carmona
    http://giselecarmona.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  4. UAU! Adorei a resenha, de verdade.
    É tão diferente ver a opinião de alguém que não é de um círculo de amigos! HAHAHAHA
    Obrigadíssimo, querida!
    P.S.: A guerra entre as agências surgiu de forma não-intencional no livro. Quando vi, tinha escrito :O

    ResponderExcluir