sábado, 15 de setembro de 2012

(Resenha) Immortales - Roxane Norris


Sinopse: Há doze mil anos, treze clãs partiram de Sinai. Um planeta longe do Sistema Solar, seu destino: a terra que os anciões lhes prometiam. A sua Terra, ou Gaia, como os antigos da sua espécie a chamavam. E, nessa busca, houve uma batalha entre nós, e caímos aqui, junto a vocês. Buscando sobreviver em meio aos nossos erros. Esses anos todos vivemos dentro das regras de nossa sociedade e da sua; ocultos por nossos protetores, humanos ou não. Estamos entre vocês, envoltos pelas sombras dos atos de alguns, que ainda tentam dominar a humanidade através de nossa força e poder... Eu sou uma princesa e devia seguir o meu destino, mas como meus antepassados, resolvi mudá-lo...


Resenha: 

Todos sabem que eu gosto de livros de vampiros e para mim o mercado não está saturado. Está saturado das mesmas mesmices e da falta de noção de alguns autores, que não fazem sua lição de casa.

Ser escritor de livros vampíricos não se resume a ler Bram Stoker, Anne Rice e ver filmes do Tim Burton. Para escrever um livro do gênero é necessário fazer uma pesquisa histórica sobre o assunto. Sim, pesquisa HISTÓRICA. Porque a maioria das coisas que Anne Rice e Bram Stoker escreveram saíram de sua imaginação e foi colocado no livro apenas para vender e encher linguiça.

Adoro Anne Rice, mas que ela enche linguiça, ah, enche!
Então quando eu comecei a ler o livro Immortales da Roxane Norris e vi que ela teve um cuidado todo especial em sua pesquisa histórica, eu tive orgasmos múltiplos. Esqueça 50 Tons de Cinza e True Blood. É só me dar um livro de vampiros com uma pesquisa bem feita que eu enlouqueço. É como me jogar num quarto cercada por 20 clones do Orlando Bloom.

Bem, agora que já fiz mais uma piada infame (Isso é minha doença), vamos a trama:

"Immortales" traz a história de dois casais: Edmund e Elise, Alejandro e Ellen. Que por amor desafiam os tabus e regras de sua sociedade.

Agora vem a parte mais complicada... Explicar como essa sociedade funciona.
Enquanto você lê a história é fácil... O problema é colocar no papel. Mas vamos ver se eu consigo.

A sociedade é composta por 7 clãs imortais (Vampiros puro sangue) e 1 clã de vampiros (Impuros) Se você conhece a história do Blade, é mais ou menos parecido.

Os 7 clãs imortais devem manter seu sangue puro... Isso é os membros das famílias devem se casar entre si: Irmão com irmã e na falta deles entre primos.
Tanto vampiros quanto imortais são proibidos de morder humanos. Morder pescocinhos humanos é tabu e se alguém desobedecer é punido com a morte.

Para manter a ordem os 7 clãs e mais o clã vampiro criaram um Conselho e seu líder é escolhido mediante a uma votação, que é só realizada quando todos os clãs estão acordados e reunidos.
Os Immortais hibernam mais ou menos como em Anjos da Noite.

Mas como os humanos, eles também gostam de quebrar as regras e é aí que entram Edmund, Elise, Alejandro e Ellen.

Vamos ao casal um:

Edmund e Elise são primos e ambos estão prometidos a outro. Elise é noiva do irmão mais velho, Victor - Um sujeito inescrupuloso que se alia a Carl, líder do clã dos vampiros. Carl é o atual líder do Conselho e não está nenhum pouco feliz com a possibilidade de largar o osso. Ele está tramando secretamente para impedir a reunião.

E no meio disso tudo está Edmund e Elise. Os dois mantém um romance secreto e se forem descobertos pagarão com a vida. Mas como nem tudo é um mar de rosas, Elise fica grávida e é obrigada a fugir com Edmund e esperar que a última família - Os Aramoyana sejam acordados e enfim possam realizar a reunião e trocar as leis.

O problema é que os Aramoyana são eliminados e com isso o futuro de Elise e Edmund se torna incerto.
Não vou entrar em detalhes, pois não  quero deixar spoilers.

Agora o casal dois:

Alejandro é um conde que se apaixona por uma humana. Ellen é filha de um governador. Ela deveria ser um exemplo de bom comportamento, mas ela gosta de se vestir de homem e não gosta de nada que é convencional as mulheres.

Alejandro tem negócios com o pai de Ellen e aos poucos vai se apaixonando por ela.
Assim como Elise, Ellen fica grávida e dá a luz a um menino. A criança nasce com problemas de saúde e a pedido de Ellen, Alejandro transforma a criança em vampiro.

A partir desse momento Alejandro passa a ser um transgressor e fica com a corda no pescoço.

E todos esses acontecimentos tem como pano de fundo a Revolução Francesa.

Tenho a leve impressão que a Roxane fez a mesma pesquisa que eu fiz para os meus livros.
A Revolução Francesa é como um marco. Antes dela era comum as pessoas acreditarem que seu vizinho era um vampiro e que era necessário abrir o caixão do coitado para arrancar seu coração e dar paz divina a alma do pobre.

Depois da Revolução, os vampiros migraram em peso para os romances e contos. 

Immortales é um livrão - E não estou falando de suas 640 páginas.

6 comentários:

  1. Ah, mas eu tinha que ser a primeira a pagear meu filho... NÃOOOOOO, na verdade, eu vim te dizer que amei como vc o interpretou; amei como vc entrou no livro e passou isso para quem lê sua resenha. No meu caso, em especial, para mim.
    Estou começando a achar que meu livro não é tão comum ou repetitivo, puxa, obrigada!
    É bom saber que vc gostou e que te surpreendeu.
    Puxa... Eu tô muito feliz mesmo!

    ResponderExcluir
  2. Eu leio muito e em especial livros de vampiros e eu posso dizer... O seu livro é diferente, tem uma ou outra coisa em comum, mas o cuidado que você teve com o pesquisa foi o diferencial. Só espero que outros também possam ver.

    ResponderExcluir
  3. Amiga não só amei a sua resenha como eu quero ler urgentemente esse livro. Parece uma ótima leitura e é isso que amo em um livro. Ai! Nem sei mais o que escrever. Amei!

    ResponderExcluir
  4. Ainda não li mas estou superlouca para ler *---*
    Adoro os livros da Roxane, seu jeitinho único de escrever nos faz entrar em seus livros e não ter a mínima vontade de sair!
    Parabéns pela bela resenha Catalina Terrassa!
    Parabéns amada Roxane!

    ResponderExcluir
  5. Eu tenho este livrooo.
    Depois da resenha, me deu vontade de largar tudo que estou fazendo e continuar a leitura que já iniciei, e de cara digo, a narrativa de Roxane é sublime!!!!
    Parabéns, autora e resenhista!
    Adriana Vargas

    ResponderExcluir
  6. Oi, seu blog é muito legal e já estou te seguindo.
    Te convido a vir conhecer o meu blog e se gostar me seguir também ;)
    Beijinhos
    Renata
    Escuta Essa

    ResponderExcluir