quarta-feira, 12 de fevereiro de 2014

(Resenha - Filme) Amor Profundo



Título Original: The Deep Blue Sea
Ano: 2011
Elenco: Rachel Weisz, Tom Hiddleston, Simom Russel Beale.
Diretor: Terrence Davies

No mês passado não li muitos livros, apenas um (O que é uma vergonha). Então, me afundei nos filmes. Peguei emprestado alguns, vi outros online, outros no cinema e comprei outros em promoções.

Vou começar a sequência de resenhas de filmes (São quatro no total, mas hoje só vou postar um) e para começar escolhi um drama, e quando digo drama... É dramalhão. Ao estilo drama inglês. Mas podem ficar tranquilos, não é nada Paciente Inglês.

Se você é do tipo que não gosta de filmes tristes, com final não tão feliz e com uma protagonista chata, egoísta e besta... Então, fique longe deste filme.

“Amor Profundo” já começa com uma tentativa de suicídio da protagonista Hester (Rachel Weisz). Hester é uma mulher estranha e confusa. Após a tentativa de suicídio, vemos Hester recordando o passado, quando ela era casada com um juiz, cujo o relacionamento era chato, insosso e sem... Tesão. Mas tudo muda, quando um ex-piloto chamado Freddie (Tom Hiddleston) joga um charminho pra cima da moça, que faz com que ela passe a trair o marido.

O romance entre Hester e Freddie é intenso, mas apesar da paixão, a moça quer ser paparicada, assim como era pelo marido e é claro, lembre-se de seu aniversário. O que Freddie não é. O cara gosta de aventura e aproveitar a vida. Romantismo não é seu forte e nem ser responsável.

Agora um momento revolta ou gostei (Ainda estou em dúvida).

Sou fã da Rachel Weisz e sempre gostei de suas interpretações, mas nunca imaginei que um dia ela faria uma personagem tão chata e intragável. Teve um momento que eu quis gritar “Se mata logo, infeliz”.
Por outro lado, fiquei surpresa com a interpretação do Tom Hiddleston. Para quem não sabe quem é o ator, é o cara que interpretou o vilão Loki em Thor e Os vingadores.
O ator prova que é capaz de fazer outros personagens, que não tem nada a ver com o vilão da Marvel. O cara da um show nas últimas cenas do filme.

Assisti ao filme online, mas o link foi removido. Não é um filme fácil de encontrar online, mas se ainda existir locadora na sua cidade, é bem provável que você o encontre.

Um comentário:

  1. Até que o final triste não é um problema, o problema é a personagem principal chata! Céus, isso me mata!! kkkkk E dá vontade de matar a personagem!!
    Letras & Versos

    ResponderExcluir