sexta-feira, 9 de outubro de 2015

(Resenha) Lenda Urbana - O Jogo - Gláucia Santos


 
Sinopse: Quem nunca realizou jogos que mexiam com o sobrenatural quando adolescente? Quando um grupo de amigos resolve se divertir, acaba descobrindo que nem sempre esses jogos são apenas brincadeiras inocentes e que no final o preço a ser pago é extremamente alto... Anos depois, fatos estranhos ocorrem, trazendo de volta o terror daquela noite. Patrícia sabe que não são coincidências e busca desesperadamente por respostas que podem salvar a sua vida e dos seus amigos. Ao seu lado está Leonardo, mas ela não sabe até que ponto pode confiar nele e quais são suas verdadeiras intenções. Com o coração completamente fechado e amargurado, sua única certeza é que o jogo ainda não acabou e que o mal está mais próximo do que todos imaginam.


Resenha:

Sempre que eu leio um livro que possui algum detalhe, que se assemelha a minha vida, fico imaginando “Alguém colocou uma câmera escondida na minha casa”. Pois foi isso que senti ao ler “Lenda Urbana”. E não, não é o filme com o Jared Leto.


Em “Lenda Urbana” conhecemos Patrícia, uma professora, que na adolescência brincou com o jogo do copo. Aquele mesmo para se comunicar com os mortos. Patrícia sempre foi fascinada pelo sobrenatural e numa tarde, junto com as amigas invocam o espírito de Victor, um cara nada legal. As amigas tentam quebrar a conexão, mas algo dá errado e o espírito acaba ficando.


Após tal incidente, as amigas começam a brigar entre si e se separam. Cada uma segue sua vida, imaginando que o terror ficou para trás. Porém, no aniversário de dez anos da brincadeira, Patrícia começa a sentir uma presença rondá-la e também se inicia uma série de assassinatos estranhos, contendo indícios de que talvez Victor ainda queira brincar.


Este é o primeiro livro que leio da autora, sei que ela é mais conhecida por seus romances e que “Lenda Urbana” é sua primeira tentativa em escrever um suspense. E para uma primeira tentativa até que a autora foi bem sucedida.


A autora teve todo um cuidado ao criar os personagens. Estão bem desenvolvidos e não parecem ter sido jogados de paraquedas e depois ficaram boiando sem utilidade na trama.


Ela também conseguiu transmitir aquela rivalidade típica entre mulheres. Uma se achando melhor do que a outra. Quem nunca foi traída pela “melhor amiga” a quem você contava todos os segredos esperando que nunca fossem revelados e na primeira oportunidade, a merda foi jogada no ventilador.


Eu me identifiquei muito com a protagonista. Também tive amigas traíras. Tanto que hoje, meu melhor amigo é um homem.


A parte da pesquisa também não foi deixada de lado. A autora fez seu dever de casa. O único problema da trama, foi que logo nos primeiros capítulos já descobri quem era o personagem sendo influenciado pelo espírito e seu “ajudante”. Porém, os acontecimentos no epílogo me deixaram ansiosa pela continuação.


SKOOB

2 comentários:

  1. Não conhecia esse livro da Glaucia, mas parece ser bem interessante. Gosto muito muito de suspenses, mas morro de medo de espíritos e nunca teria coragem de fazer o jogo do copo... Ao mesmo tempo, também já tive "amigas" traíras... Anna - Letras & Versos

    ResponderExcluir
  2. Oieeee! Obrigada pela linda resenha!! <3 Você descobriu mesmo quem era o assassino? Algumas leitorss só descobriram no final do livro. Em breve teremos a continuação de Lenda urbana. Espero publicar no início do ano que vem. Bjks no core <3

    ResponderExcluir