quinta-feira, 17 de maio de 2012

(Resenha) Dezesseis Luas - Beautiful Creatures #1 - Kami Garcia, Margaret Stohl



Sinopse: Ethan é um garoto normal de uma pequena cidade do sul dos Estados Unidos e totalmente atormentado por sonhos, ou melhor, pesadelos com uma garota que ele nunca conheceu. Até que ela aparece... Lena Duchannes é uma adolescente que luta para esconder seus poderes e uma maldição que assombra sua família há gerações. Mais que um romance entre eles, há um segredo decisivo que pode vir à tona.

Resenha:

Para quem não sabe, eu gosto de fazer resenhas de dois tipos de livros Autores nacionais independentes e livros estrangeiros, que acrescentam algo útil na vida do leitor.
Vou ser sincera. Hoje em dia a qualidade dos livros estrangeiros decaiu muito, principalmente os que são voltados para o publico infanto-juvenil. Então quando eu leio qualquer um que saia do lugar comum, eu faço uma resenha, mesmo que ele já tenha várias.
Comprei o livro Dezesseis Luas há mais ou menos seis meses e o encostei na minha pilha de livros. Agora que li, me arrependo de não ter pego o coitadinho antes.
O livro é muito bom. Não é cansativo como li em algumas resenhas. Ele é cheio de detalhes? Sim. Mas foi isso que enriqueceu a trama.

As autoras não entregam o ouro logo nos primeiros capítulos. Dezesseis Luas não é igual aos livros que é só você ler as cinco primeiras páginas e já sabe tudo. A cada capítulo temos mais revelações e novas perguntas.
Outro ponto positivo é que a história é narrada em 1ª pessoa e por um garoto. Isso mesmo, é um cara que narra os acontecimentos. O que é raro, já que livros que contém um casalzinho apaixonado são narrados por mulheres.
Agora vamos a trama:


Dezesseis Luas conta a história de Ethan Wate, um cara popular, mas simpático e não é metido a gostosão. A vida de Ethan é calma, monótona, até o dia que ele começa a sonhar com uma garota que ele nunca viu na vida. Então um dia ele descobre que a garota existe de verdade e se mudou para a cidade onde ele mora e também para a escola que ele frequenta.
A partir daí as coisas ficam agitadas, tanto na vida de Ethan quanto na cidade de Gatlin. Uma cidade calma, até chata, onde nada acontece. Mas conforme a trama segue, vamos descobrindo que existe um mundo secreto em Gatlin.
Um dos pontos positivos na trama foi a maneira como as autoras abordaram a história de amor entre Ethan e Lena. Muito diferente do que em outros livros.
Você não vai ver dois adolescentes babacas, que não estão nem aí para os pais. Afinal, Ethan e Lena são praticamente órfãos. Lena não tem pais, apenas um tio “maluco” e Ethan perdeu a mãe nem acidente e o pai sucumbiu a tristeza. Ele fica trancado no escritório, escrevendo e fala muito pouco com o filho.
Dezesseis Luas traz boas doses de romance, investigação, mistério e bruxaria. Vale a pena ler.



4 comentários:

  1. Mas não é que você me deixou curiosa para ler esse livro. Agora eu vou tentar consegui-lo e lê-lo.

    Adorei a resenha!

    ResponderExcluir
  2. Quando eu encontro um livro estrangeiro para o publico infanto-juvenil bom, eu recomendo e muito.

    No meio de tanta porcaria que tem hoje em dia, Dezesseis Luas é um achado.

    ResponderExcluir
  3. É um ótimo livro mesmo. Adorei a resenha *-*

    ResponderExcluir
  4. Amei a resenha pois assisti o Filme e e amei agora que achei o livro muiito mais. Otimo Recomendo Livro e Filme.

    ResponderExcluir