domingo, 15 de março de 2015

(Resenha) Um Romance Inesquecível - J. R. Ward

         

Título: Um Romance Inesquecível
Autor: J. R. Ward
Páginas: 352
Editora: Universo dos Livros

Sinopse: As mulheres mais influentes de Manhattan estão sendo assassinadas e Grace, uma linda herdeira da alta sociedade e famosa por sua fabulosa fortuna, é um possível alvo. Relutante, porém vulnerável, ela contrata John Smith para ser seu guarda-costas: um homem intransigente que está disposto a tudo para protegê-la. Ao mudar para o apartamento de Grace o sentimento entre eles começa a mudar. Ela se sente atraída por John, que dita as regras para sua segurança. E ele também não contava com esse desejo incendiário que o tira de qualquer lógica racional. Enquanto as noites de verão começam a ficar cada vez mais quentes, Grace e Smith precisam enfrentar uma escolha crucial: seguir os mandamentos profissionais para afastá-la do possível assassino ou se entregar ao sentimento dessa paixão ardente.

Resenhas:

Começar essa resenha não é fácil. Não que o livro tenha uma trama complexa. Longe disso, mas por que não consigo entender o fascínio das pessoas pelos livros da autora J. R. Ward.

Não estou dizendo que a mulher é uma péssima escritora, não. Apenas acho seus trabalhos muito previsíveis.  O que acaba salvando o livro é sempre a dose de suspense adicionada à trama. 
A trama é bem desenvolvida. Tem ritmo e os fatos não são jogados de uma vez. O problema é que quando cheguei no capítulo 15 já sabia quem era o serial killer e o motivo para seu comportamento. 

O romance também é bem batido. A mocinha em perigo conhece um cara misterioso numa festa, dá uns beijos nele e depois de alguns dias descobre quem ele é realmente, e o pior de tudo, acaba contratando-o como seu guarda-costas. Daí eles ficam no dilema eterno do “Isso é antiético. É contra as regras” e blá, blá, blá.

A parte mais interessante é quando a protagonista descobre segredos interessantes a respeito de seu pai. Um homem que teve uma reputação exemplar. E esse é o detalhe que faz com que você queira ler a continuação.

Não é um livro ruim. É apenas bom. Mas mesmo assim recomendo.



Nenhum comentário:

Postar um comentário