sábado, 20 de setembro de 2014

(Resenha) Divergente - Veronica Roth


Sinopse: Numa Chicago futurista, a sociedade se divide em cinco facções – Abnegação, Amizade, Audácia, Franqueza e Erudição – e não pertencer a nenhuma facção é como ser invisível. Beatrice cresceu na Abnegação, mas o teste de aptidão por que passam todos os jovens aos 16 anos, numa grande cerimônia de iniciação que determina a que grupo querem se unir para passar o resto de suas vidas, revela que ela é, na verdade, uma divergente, não respondendo às simulações conforme o previsto.
A jovem deve então decidir entre ficar com sua família ou ser quem ela realmente é.
E acaba fazendo uma escolha que surpreende a todos, inclusive a ela mesma, e que terá desdobramentos sobre sua vida, seu coração e até mesmo sobre a sociedade supostamente ideal em que vive.

Resenha:

Acho que esse mês foi o mês dos livros: “Não quero ler porque estou com medo”.

Divergente também foi um livro que evitei por algum tempo. Sei que o que vou dizer aqui vai deixar muitos fãs de Jogos Vorazes furiosos, mas acho que faço parte da facção Franqueza. O motivo que me fazia evitar Divergente era este: “Esse livro deve ser uma cópia de Jogos Vorazes e deve ter uma protagonista besta a altura da Katniss”.

Agora vou pagar minha boca, porque Divergente não tem nada a ver com Jogos Vorazes, apenas o fato de se passar num mundo distópico.

Poderia falar da trama, mas como o livro já tem muitas resenhas por aí, vou me concentrar no que eu achei da trama.

Li em muitas resenhas, que a trama era parada, porém não senti dessa forma. Talvez seja porque li a versão em inglês. Algumas traduções são mal feitas e até dão outra atmosfera a trama. Também não achei a Tris idiota, pelo menos ela não fica chorando e se lamentando quando o bicho pega, como a Katniss de Jogos Vorazes ou a Juliette de Estilhaça-me.

Outro detalhe foi o Quatro. Não achei o cara tão brucutu como muitos leitores disseram. E muito menos, desprovido de sentimentos. O cara é bruto quando tem que ser e é sentimental quando precisa.

O primeiro livro acaba num momento meio crucial, que deixa muitas perguntas para a continuação.

Ah! E tenho mais uma confissão: Só decidi ler a trilogia porque li um Spoiler épico sobre o terceiro livro e fiquei curiosa a respeito. Afinal, quero tirar uma dúvida do meu sistema. 

Um comentário:

  1. Já peguei esse livro na mão varias vezes para ler e sempre desisto. Mas vou ler ainda, afinal comprei a trilogia inteira hehehe. Diferente de você peguei um spoiler do final e como não gostei do que fiquei sabendo, até por isso que estou enrolando para ler. E só para constar, eu amo a Katniss e não concordo com você hehehe.

    Blog Prefácio

    ResponderExcluir