quinta-feira, 18 de dezembro de 2014

(Resenha) Por Que Indiana João - Danilo Leonardi


Sinopse: Você pode pensar que, aos quinze anos, João já deveria estar acostumado com provocações, apelidos e humilhações. Afinal, ele é um típico adolescente deslocado e tímido. Alvo perfeito para a ira dos valentões e para o desprezo das garotas. Mas sua vida muda completamente quando reage a um ataque de seu maior algoz. O golpe de sorte que derruba o valentão é gravado e vira hit na internet. João se vê finalmente admirado, respeitado e seguro. Mas tudo tem seu preço e João vai aprender qual o peso que suas escolhas podem ter não só sobre sua vida, mas sobre as vidas de todos ao seu redor.

Resenha:

A última resenha do ano é um livro nacional. “Por que Indiana João” do Danilo Leonardi. Um dos que comandam o vlog Cabine Literária.

O livro como vocês podem ver aborda o tema Bullying, muito comentado por aí e que todos nós já passamos por isso. Seja como vítimas ou como os causadores.

O bacana do livro foi que o autor não se limitou a mostrar o Bullying apenas cometido entre os alunos, mas o cometido por professores. E acreditem, esse é o tipo que menos se fala. Digo isso com propriedade, já que fui vítima de Bullying cometido por professores. Primeiro por uma professora de matemática, na sétima série e depois por uma professora de literatura, no ensino médio.

O autor também mostrou algo que eu acredito. Acho que as pessoas mais afetadas pelo Bullying ou as que cometem,  são aquelas que não tem apoio e amor em casa. Os pais estão muito ocupados brigando entre si, ou neuróticos com as notas dos filhos para parar e prestar atenção ao que acontece com os mesmos.

Apesar de ser a primeira obra do autor e de ter poucas páginas. A trama está bem dividida. As melhores partes não ficaram apenas concentradas nas duas últimas páginas. E acreditem, já perdi as contas de quantos livros nacionais li com este problema.

A parte da pesquisa também foi bem feita. Aos menos não encontrei falhas. A revisão está boa. Ponto para a editora.

Recomendo o livro, porém apenas para o público jovem. Se você tem mais de trinta e apenas lê livros clássicos, vai ficar frustrado. Estou dizendo isso porque não quero cometer o mesmo erro que cometi com o livro “Ser Clara” da Janaina Rico. Recomendei dizendo que era um ótimo livro nacional e aí veio um anônimo comentar no blog, que foi o pior livro que ele já leu. Depois perguntei ao cidadão sua idade e o que  gostava de ler, e ele disse que eram livros clássicos e que tinha 35 anos. Aí entendi a revolta.

PS: Tenho mais de trinta, mas escrevo para o público jovem. Por isso amei o livro. 

SKOOB

Nenhum comentário:

Postar um comentário