quarta-feira, 29 de outubro de 2014

(Resenha) Quebrando as Regras - Vanessa Araújo - Arelli Vol. I


Sinopse: Os anjos estão entre nós? Eles podem amar? Arelli amou... E pagou caro por isso! Jessica e Emerson estavam loucamente apaixonados. Juraram que juntos ficariam. Ela o esperou no altar, contudo, seu amado não apareceu. A fúria surgiu, despedaçando-a, e Jessica se tornou mais que lágrimas... Lágrimas que descobrem a verdade, que são derramadas em um túmulo. A vida foi perdida, assim como a esperança. Porém, a fé ressurge quando um anjo aparece e muda sua existência. Entretanto, Gabriel não era o único que a amava... Dividida, Jessica busca forças em sua alma, e descobre que nada é como parece. O sobrenatural existe e a sonda, atacando-a! Descobrindo um novo mundo, Jessica se vê obrigada a fazer uma escolha. E sua decisão é drástica. Tudo muda, pois ela quebra todas as regras.

Resenha:

Sabe aquele momento em que você lê um livro tão foda, que não sabe por onde começar a resenha? Bem, é o que estou sentindo neste momento.

Mas antes de começar a falar o que achei do livro, vou falar como conheci o trabalho da autora.

Conheci a Vanessa no ano de 2012, por meio de um pseudônimo que ela usava. Também conheci dois blogs que ela mantinha na época. Um literário e outro com contos. Cheguei a ler alguns de seus contos e desde que bati os olhos em sua escrita, pensei “Tá aí uma escritora foda!”. E o desejo de ler um de seus livros apenas cresceu. Mas infelizmente, algumas coisas aconteceram. Descobri que o nome que a Vanessa usava não era real e que além disso, ela tinha um passado negro.

Após a descoberta da verdade, Vanessa excluiu seu perfil com o pseudônimo e desapareceu. Depois de um tempo voltei a encontrá-la e fiquei na dúvida se a adicionava novamente, já que muitos amigos escritores ficaram com muita raiva por causa da mentira.

Então, um dia criei coragem e a adicionei. Agora como Vanessa Araújo. É claro que quando meus colegas autores viram o que fiz, começaram a dizer coisas como “Como você pôde dar a ela uma segunda chance? Essa mulher é uma picareta, trambiqueira”. E eu respondi “Ela pode ser tudo isso, mas não podemos negar uma coisa: A mulher sabe escrever.” . Só sei que depois disso tive que excluir um povo do meu face. Sabe, eu não curto essas picuinhas literárias. Tipo: Se você leu fulano, não pode ler ciclano. Você não sabe! Eles são inimigos mortais.

Sabe... Tô cagando e andando se fulano e ciclano tratam o meio literário com um ringue de MMA. Sou leitora, e como tal... Quero ler livros.

Continuando...

Apesar do meu desejo de ler uma das obras da Vanessa, só pude realizá-lo este ano. E decidi começar por um livro, que segundo a autora foi um de seus primeiros escritos.

“Quebrando as Regras” é um verdadeiro estouro. A autora soube misturar elementos como anjos, demônios, fadas e vampiros. Lendo a trama dá pra perceber que ela teve cuidado com a pesquisa e que soube usar a mitologia. E além disso, acrescentou elementos vindos de sua própria autoria. E isso é o que um verdadeiro escritor de literatura fantástica deve fazer.

Podemos usar a mitologia como base, mas devemos acrescentar detalhes vindos da nossa cachola.

Em Quebrando as Regras nos deparamos com a história de Jessica, uma jovem impulsiva e meio doida. Ela teve um grande amor, mas que a magoou. Devido à mágoa, ela decide se casar com  outro cara, que eu apelidei de “Mané ridículo”. Pra quem não sabe é o Ethan.
Alguns dias antes de seu casamento, Jessica reencontra seu grande amor, Emerson. E doida e impulsiva como é, decide fugir com o cara. Porém, no dia da tal fuga, é novamente abandonada.

Como prêmio de consolação, ela se casa com Ethan. Um casamento horrível. A única coisa boa do relacionamento são os filhos. Alguns anos depois o relacionamento chega ao fim, e Jéssica começa a tomar as rédeas de sua vida, e é aí que seres sobrenaturais começam a rondá-la. Dizendo que ela é a reencarnação de um poderoso ser celestial, que foi condenada a viver como humana e que faz parte de uma profecia.
Várias revelações vão aparecendo ao decorrer da trama. O início parece confuso, mas quando você chega próximo ao final, vai criando teorias mirabolantes, que confesso, ainda não consegui decifrar.

Tenho uma teoria para o que está realmente acontecendo com Jéssica, mas vou aguardar pra ver.

E em breve vou ler a continuação.  


2 comentários:

  1. Estou profundamente emocionada e sem palavras... esse livro é meu xodó por ser o primeiro, e estava tensa, ansiosa, para saber sua opinião... e, uau!!! Não esperava tudo isso... Ri alto com o "Mané ridículo", um apelido bem carinhoso pro Ethan kkkkkkkk... Muito obrigada pela resenha, Catalina ♥

    PS: Não sou trambiqueira... o povo fala o que quer, e confesso que aprontei muito, mas nunca extorqui ninguém... kkkkkkkkk... ;)

    ResponderExcluir
  2. Linda a resenha! Eu quero esse livro pra ontem!!!
    Na verdade a Vanessa é uma raridade na literatura nacional. Tem um talento ímpar e escreve como ninguém. Talvez seja por essa facilidade que ela criou um "personagem" para se apresentar ao mundo literário no passado. Bom, como disse PASSADO, e ele não interfere me meu presente nem em meu futuro. Uso-o como base para não voltar a cometer novos erros, mas não vivo lamentando o que passou. A Vanessa foi corajosa pra kct de voltar e dar sua cara a tapa, mostrando que apesar de tudo nunca fez mau a ninguém. Eu mesma sou grata, e serei eternamente grata a ela por ter me apresentado a literatura e ter descoberto em mim uma escritora. Mas chega de puxar o saco da minha mestra rsrsrsrs Parabéns pelo blog Catalina e a resenha me deixou com agua na boca... beijos!!!

    ResponderExcluir